Aviação

Visitamos a exposição “60 Anos da Ponte Aérea”

 

A Infraero inaugurou, em parceria com a Folha de S. Paulo e Gol Linhas Aéreas, a exposição “60 Anos da Ponte Aérea”, em comemoração aos 60 anos da ligação dos dois dos aeroportos mais expressivos do País.

A mostra conta com 18 telas, com fotos, curiosidades e dados da aviação civil. As imagens ficarão expostas no saguão central do aeroporto de Congonhas até o dia 16 de agosto. Depois, elas seguem para o Aeroporto Santos Dumont, onde ficarão até o final de outubro.

A Ponte Aérea Rio-São Paulo foi originalmente um acordo firmado entre as principais companhias aéreas brasileiras, que ofereciam várias frequências diárias entre os aeroportos Santos Dumont no Rio de Janeiro e Congonhas em São Paulo.

Criada em 5 de julho de 1959 pelas empresas Varig, Cruzeiro do Sul e VASP, operam atualmente no trecho LATAM, Gol e futuramente a Azul, com mais de 120 voos diários partindo das duas cidades, em média a cada 15 minutos.

Esses voos não eram regulares e muitas vezes saíam quase juntos, com um ou outro lotado ou vazio. Foi quando Varig, Vasp e Cruzeiro se juntaram e começaram a voar entre Rio e São Paulo com voos escalonados alternadamente a cada 60 minutos, aceitando-se entre si os seus bilhetes, ou seja, você poderia comprar uma passagem da VASP e viajar com um avião da Cruzeiro.

Mas na década de 90, quando a TAM, que estava fora desse acordo, resolveu criar sua própria ponte, que o cenário mudou. Com essa nova concorrência, a VASP, que já não tinha tanto interesse assim no acordo, resolveu sair. Aí, sem muito alarde, a verdadeira ponte aérea, aquela que você comprava um bilhete por uma companhia e poderia viajar com avião de outra, acabou.

Hoje em dia o termo “ponte aérea” é usado simplesmente para designar a rota Rio-São Paulo, sendo esta a quinta rota aérea mais movimentada do mundo em número de voos.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios