Metrô SP

Metrô lança edital para concessão de 13 terminais de ônibus em suas estações

O Metrô lançou na última sexta, 5, o edital para concessão de 13 terminais de ônibus a iniciativa privada de estações das linhas 1 – azul e 3 – vermelha.

A medida, segundo o Metrô, irá possibilitar uma receita anual para a estatal estimada em R$10,2 milhões e a redução de custeio de mais de R$ 22 milhões atrelada à administração, manutenção, operação e vigilância desses terminais, além de aumento de receitas não tarifárias.

As estações que terão seus terminais passados a iniciativa privada são: Parada Inglesa, Santana, Armênia e Ana Rosa, na Linha 1-Azul, e Artur Alvim, Patriarca Norte, Vila Matilde norte, Penha norte, Carrão norte, Carrão sul, Tatuapé norte, Tatuapé sul e Brás na Linha 3-Vermelha.

O contrato prevê que sete terminais edificáveis – Santana, Ana Rosa, Patriarca norte, Vila Matilde norte, Carrão norte, Tatuapé norte e Tatuapé sul – terão exploração comercial dos espaços internos e aproveitamento do espaço aéreo, com a possibilidade de implantação de prédios residenciais, salas comerciais, lojas e espaços de convivência e alimentação.

Nos demais terminais, só poderá ser utilizado o espaço da superfície.

Sobre o autor do post

Caio Lobo

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • O edital fala em “espaços edificaveis” citando a estação Ana Rosa como exemplo. É preciso tomar um certo cuidado com essas iniciativas que só tem atrativos financeiros sem levar em conta o potencial de degradação urbana dos terminais.

Publicidade

Assuntos

Cadastre-se em nossa newsletter!