Metrô

Nova York pode ter pedágio urbano para bancar expansão do Metrô

A cidade de Nova York pode ter pedágio urbano para custear obras paradas e atrasadas do Metrô. A proposta está discussão no Legislativo estadual, e deverá ser voltada até o início do próximo mês. A ideia é defendida pelo prefeito Bill de Blasio e pelo o governador Andrew Cuomo, do mesmo partido, o Democrata.

“A crise é mais profunda do que nunca, e não há outro jeito de resolvê-la sem a taxa de congestionamento e outras fontes de financiamento”, disse Blasio, em um recente comunicado.

A rede metroviária com quase 370 km de trilhos, que leva mais de 5 milhões de passageiros por dia, conta com obras paradas, algumas há a algumas a décadas. Parte das estruturas foram paralisadas em 1975.

Se for aprovado o pedágio urbano, onde carros particulares pagariam cerca de US$ 11 (R$ 45) para circular, deverá render até US$ 1,5 bilhão por ano (R$ 5,9 bi), que seria usado como base para obter empréstimos de até US$ 15 bilhões a serem direcionados para melhorar o transporte. A rede de metrô tem problemas na operação e manutenção.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Cadastre-se em nossa newsletter!

Cadastre-se em nossa newsletter!