Recordar é viver

No interior de SP, Associação restaura trens e resgata memória das ferrovias.

Em Sorocaba, a Associação Movimento de Preservação Ferroviária Sorocabana trabalha desde 2014 na preservação de trens que compuseram a história da Estrada de Ferro Sorocabana, companhia extinta no ano de 1971 já sob comando do Governo do Estado de São Paulo, quando foi incorporada à então empresa estatal Ferrovias Paulistas S.A. (Fepasa).

Locomotiva Loba em restauro

 

Em seu acervo, podem ser conferidos locomotivas elétricas de fabricação norte-americana datadas da década de 40, como as conhecidas “lobas”, uma delas já em restauro; e também, algumas motrizes movidas a diesel como a Cooper Bessemer que operou inclusive no ramal do Tramway da Cantareira, quando administrado pela Sorocabana no final da década de 60 e a Lew, fabricada ainda na Alemanha Oriental na década de 60.

 

 

Com visitações experimentais promovidas mensalmente com a Associação Comercial de Sorocaba em parceria com outras entidades e o poder municipal, o Movimento de Preservação Ferroviária (ou MPF, como é popularmente chamado) promove passeios com a Locomotiva N°58, fabricada no ano de 1891 pela Baldwin Locomotive Works co. que é pertencente à Prefeitura Municipal de Sorocaba e um carro fabricado pela The Budd Company, mesma fabricante do antigo Série 1100 da CPTM.

Janelas instaladas_Budd500Nesse final de semana, mais uma fase do restauro será concluída. Janelas reaproveitadas de um antigo trem da série 1400 da CPTM, estão sendo instaladas no carro fabricado pela The Budd Company, Série 500, que já conta com interior reformado com piso e pintura totalmente refeita e um inédito sistema de som dedicado à monitorias executadas em dias de passeio. Quando completo, o carro contará além da comunicação visual externa remetente à Estrada de Ferro Sorocabana, com toda a estrutura existente quando em operação.

 

 

O trem restaurado em questão, é o primeiro de uma composição de quatro carros e poderá ser conferido até o final do ano, em passeios promovidos pelas parcerias locais e podem ser acompanhados, inclusive com novas datas e procedimentos de como participar de uma operação experimental a partir do endereço www.facebook.com/mpefsorocabana/

Sobre o autor do post

Rodrigo Lopes

Paulistano, formado em Logística e graduando de Tecnologia em Transporte Terrestre, sempre gostou de transportes e tudo o que envolve a mobilidade, transportes e planejamento urbano. Participa de projetos relacionados a preservação ferroviária, transporte não poluente e gestão pública. Criador do Boletim do Transporte em 2011, desde Abril de 2018, colabora com o Via Trólebus.

Publicidade

Assuntos

Cadastre-se em nossa newsletter!

Cadastre-se em nossa newsletter!