Metrô Rio

TCE diz que linha 4 do Metrô Rio ficou 21 vezes mais cara

Relatório das contas do governo do Rio de Janeiro do ano passado apresentado pelo TCE-RJ (Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro) aponta que as obras da Linha 4 do Metrô Rio custaram 21 vezes mais que o inicialmente previsto em contrato. O projeto deveria ter sido pronto em 2003, e caso tivesse sido iniciada em 1998, teria consumido menos recursos.

O governo apenas retomou o projeto após o Rio ser escolhido como sede da Olimpíada, em 2009. “Com a realização dos Jogos Rio-2016, viu-se a quebra da paridade outrora existente entre os investimentos. A obrigação financeira do Estado saltou dos iniciais R$ 392 milhões para R$ 8,4 bilhões, conforme valores atualizados por meio da celebração do quarto termo aditivo”, descreveu o conselheiro José Gomes Graciosa, relator do processo sobre as contas do Estado. “Com isso, ante aos inaugurais 45%, obrigou-se o Estado a custear aproximadamente 90% da construção da Linha 4 do Metrô.”, afirma.

O TCE ainda revela que um reequilíbrio do contrato para a construção da Linha 4 e alterações necessárias à Rio-2016 serviram como justificativa para o aumento dos recursos. A entidade, no entanto, questiona o fato da administração estadual não ter relicitado a obra já que o serviço contratado mudou desde 1998.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios