Ciclista

Empréstimo de bicicleta deve fazer parte da rede cicloviária

Uma cidade que olha para as bicicletas como uma das soluções na mobilidade urbana, deve ter atenção com os sistemas de empréstimos das bikes. Este é o recado que o prefeito de Amsterdã, Eberhard Edzard van der Laan, passou ao prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, em encontro ocorrido nesta segunda-feira, 20 de Junho.

“Também acredito que a expansão do compartilhamento para bicicletas possa melhorar ainda mais a mobilidade urbana em Amsterdã. Um dos problemas que enfrentamos atualmente é a falta de espaços para estacionamento de bicicletas. Pensem nisso enquanto estiverem expandido as ciclovias”, disse Eberhard. Na capital holandesa, metade da população se locomove por bicicleta.

A capital paulista possuí atualmente dois sistemas de empréstimos de bicicletas, ambos em convênio entre a prefeitura e bancos, além da malha cicloviária com 414,5 quilômetros.

Em fevereiro deste ano, Haddad sancionou um projeto de lei que cria o Programa Integra Bike São Paulo, sendo uma rede de empréstimo em terminais de ônibus, estações da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e no Metrô. Segundo a prefeitura, o usuário poderá ter acesso ao sistema por meio do Bilhete Único, quando o programa for implantado.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios