Aviação

Anac estuda liberar jatos no Aeroporto de Pampulha

A superintendente de regulação econômica de aeroportos da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), Clarissa de Barros, confirmou nesta terça que a agência estuda permitir a operação de jatos no Aeroporto de Pampulha, em Belo Horizonte. A proibição se deve a ruídos provocados pelas aeronaves.

Esta declaração despertou a ira da CCR, concessionária que o opera o Aeroporto de Confins, concorrente de Pampulha. “Não existe lógica que justifique voltar com jatos em Pampulha”, disse Ricardo Bisordi de Oliveira Lima, diretor de negócios de Aeroportos da CCR.

Segundo ele, investimentos que estão sendo feitos no aeroporto passam a ser desnecessários porque haverá ociosidade no aeroporto. Dentre as obras destacadas, está a duplicação do terminal 2 até o fim de 2016, que duplicará a capacidade para 22 milhões de passageiros por ano.

Clarissa porém enfatiza que a liberação em Pampulha não acarretará desrespeito contra tula com Confins e disse que a possibilidade da volta dos jatos já estava sendo discutida nas audiências públicas antes da concessão.

Sobre o autor do post

Caio Lobo

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios