Pedestre

Carros matam 85 vezes mais pedestres do que bicicletas em SP

Foto: Cesar Ogata / SECOM

Dados do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (Datasus), que retrata o número de mortes atropelamento na capital paulista dos últimos dez anos, aponta os meios de transporte mais lateias para o pedestres. Os dados foram divulgados em reportagem do Jornal “O Estado de São Paulo“.

Encabeça a lista o automóvel: Entre 2005 e 2014, 2.468 pessoas foram mortas por automóveis, picapes e caminhonetes, após serem atropeladas. Em segundo lugar aparecem os ônibus. Em números absolutos, 1.549 atropelamentos foram registrados na última década.

Já as motocicletas e triciclos mataram 1.040 pedestres. Os trens, contando Metrô, CPTM e trens cargueiros, foram 183 pessoas atropeladas.

A bicicleta aparece em ultimo colocado, sendo responsável por 29 óbitos neste período. Comparando com o automóvel, o número de atropelamento é 85 vezes maior, levando em conta o maior número de veículos.

Na semana passada um aposentado morreu após ser atingido por um ciclista em baixo do Minhocão. O caso ganhou repercussão na cidade, em uma época em que se discute a implantação de ciclovias, ainda que o atropelamento tenha sido realizado fora da via para bicicletas.

Os dados revelam ainda que neste período houve 6.804 mortes de pedestres na cidade. Apesar da crescente queda nas ocorrência, a capital registrou aumento de atropelamentos no ano passado.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios