São Paulo

Redução de velocidade em SP: OAB vai entrar na justiça

A redução da velocidade máxima nas marginais foram implantadas nesta segunda-feira (20), e uma enxurrada de opiniões contrária as medidas lotam as redes sociais, quase sempre de motoristas dos carros. Apesar das reclamações, a CET registrou trânsito abaixo na média nesta segunda. Porém a de se considerar que a cidade esta em meio ao período de férias escolares.

A prefeitura de São Paulo argumenta que a ação é para reduzir o número de acidentes. Só nas marginais, vias com maior número de mortes em acidentes, em 2014 morreram 40 na marginal Tietê e 33 na Marginal Pinheiros. Este tipo de medida jé vem sendo usado em muitos países, como na Áustria, Bélgica, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Itália, Luxemburgo, Noruega, Portugal, Espanha e Suécia.

A medida é polêmica, e o Ministério Público Estadual (MPE) solicitou da prefeitura estudos sobre a ação. O inquérito está sob a responsabilidade do promotor Marcus Vinícius Monteiro dos Santos, da Promotoria de Habitação e Urbanismo.

A OAB de São Paulo disse que vai tomar medidas legais para tentar derrubar a decisão da Prefeitura. A Ordem dos advogados afirma que os motoristas não tiveram tempo para se adaptar. “Vamos entrar com uma ação civil pública pela falta de proporcionalidade da redução”, disse Maurício Januzzi, presidente da Comissão de Trânsito da OAB.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios