CPTM

Denúncia sobre caixa 2 no governo paulista cita secretário de transportes

Todos sabem que esta na mídia as denúncias de cartel envolvendo funcionários da CPTM. Agora um novo capitulo nesta historia menciona pela primeira vez o secretário de transportes, Jurandir Fernandes. O ex-diretor da Siemens Everton Rheinheimer disse, em relatório entregue em 17 de abril ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), que possui “documentos que provam a existência de um forte esquema de corrupção no estado de São Paulo” durante os governos tucanos de Mário Covas, Geraldo Alckmin e José Serra, segundo reportagem publicada nesta quinta (21) pelo jornal “O Estado de S. Paulo”.

No texto, o ex-funcionário disse que o arranjo “tinha como objetivo principal o abastecimento do caixa 2 do PSDB e do DEM”. O documento faz menção ao senador Aloysio Nunes (PSDB) e aos secretários estaduais José Aníbal (Energia), Jurandir Fernandes (Transportes Metropolitanos) e Rodrigo Garcia (Desenvolvimento Econômico). Eles são citados pelo ex-diretor da Siemens “como envolvidos com a Procint”, do lobista Arthur Teixeira.

O secretário de transportes nega envolvimento. O governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse nesta quinta-feira (21) que pediu acesso ao depoimento de testemunha que afirmou ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Alckmin disse ainda que não vê “sentido” em afastar secretários sem acesso aos documentos que comprovariam as suspeitas de irregularidades.

Com as informações de G1
39530

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios