SPTrans

Para Kassab paralisação dos ônibus desta terça feira foi ““falta de consideração” com o paulistano”

O prefeito Gilberto Kassab afirmou nesta terça-feira em entrevista a Rádio Bandeirantes, que uma sindicância foi aberta para apurar as responsabilidades pela greve de motoristas e cobradores nesta manhã.

De acordo com o prefeito, a manifestação foi uma “falta de consideração” com o paulistano. Segundo Kassab, as concessionárias têm obrigações contratuais e não podem deixar de oferecer o serviço em hipótese alguma.

A greve foi causada, segundo o sindicato dos motoristas, por um repasse de multas, aplicadas pela Prefeitura de São Paulo nas empresas de ônibus por falta de qualidade de serviço e que depois são descontadas dos salários dos trabalhadores. Os sindicalistas querem que os motoristas sejam punidos apenas com multas previstas no Código de Trânsito Brasileiro e não com as sanções do Resam (Regulamento de Sanções e Multas).

Kassab disse ainda que o problema deve ser resolvido entre empresas e trabalhadores.

Por Renato Lobo

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!