Metrô de Santiago testa novos trens da Alstom

Terça-feira – 00h15

Nesta segunda-feira (13) o Metrô de Santiago anunciou a entrada de 35 novos trens para as linhas 2 e 5 da malha metroviária da capital chilena. As composições foram montadas inteiramente no país, pela Alstom, possuem sete carros, ar condicionado, passagem livre entre os carros e sistema de informações para passageiros. Estão previstos para iniciarem a operação em setembro. Os trens com rodas de borracha possuem capacidade aproximada para 1.341 passageiros.

Interior dos novos trens, fabricados pela Alstom

Interior dos novos trens, fabricados pela Alstom

Os novos modelos Alstom NS 16, devem substituir os veteranos NS 74. A fabricante recebeu os componentes vindos de sua unidade na Lapa, bairro de São Paulo. O contrato entre a operadora e a fornecedora inclui além da fabricação, sua manutenção por um período de 20 anos. O preço pago por unidade foi de cerca de 1,3 milhões de dólares, valor inferior, por exemplo, ao praticado em Buenos Aires com novas composições entregues pela Alstom aos nosso hermanos. A compra foi estabelecida em 2016, depois da operadora ter desistido de reformar os modelos NS 74.

Série NS-74, fabricados em 1974, que serão substitutivas pelas novas unidades

Série NS-74, fabricados em 1974, que serão substituídas pelas novas unidades

O Metrô de Santiago conta com cinco linhas, e está em vias de inaugurar mais uma, a 3, 108 estações e uma extensão de 103 km. Transporta diariamente em torno de 2.300.000 passageiros.

Leia também: Via Trolebus no Chile: O Metrô de Santiago


Autor: Renato Lobo

Ler todos os posts

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Deixe uma resposta