Por atrasos, Governo de SP deve ter que pagar R$ 70 milhões a ViaQuatro

Um acordo assinado em 2014 entre o Governo de SP e a concessionária ViaQuatro, responsável pela operação da linha 4 – amarela, do Metrô, as obras da linha deveriam estar prontas até março deste ano. Caso isso não ocorresse, o Governo teria que pagar uma indenização de até R$ 70 milhões à concessionária. Isso se deve pois com menos estações, menos passageiros e, com isso, menos receita. A ViaQuatro comprou trens e se preparou para que a linha já estivesse finalizada.

Como sabemos, o prazo acabou e a linha não está pronta. Ainda faltam 2 estações: São Paulo – Morumbi, que deve ser entregue até o fim deste ano, e a complicada Vila Sônia, que agora deve ficar somente para 2020.

No acordo, prevê que a ViaQuatro receba R$ 2,3 milhões por mês a partir de julho deste ano.

O possível pagamento dessa indenização é tido como um risco fiscal ao Estado e foi detalhado na LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), em discussão na Assembleia Legislativa.
Em resposta a reportagem do portal UOL, A ViaQuatro informou, por nota, que, “alinhada ao seu compromisso com a prestação de um serviço de qualidade e excelência”, as “questões relacionadas a reequilíbrio econômico e compensação financeira do contrato de concessão da linha 4-amarela já estão sendo encaminhadas para solução junto ao poder concedente (o governo do Estado)”.
A Secretaria Estadual dos Transportes Metropolitanos confirma a negociação. Em nota, afirma que “está em tratativas com a concessionária ViaQuatro para avaliar os impactos das alterações de cronograma na fase 2 da construção da linha 4-amarela para posteriormente adotar as medidas necessárias a fim de resguardar os interesses tanto da empresa como do poder público”.
“Cabe ressaltar que todas as questões relativas aos contratos de concessão são submetidas a manifestações da Procuradoria-Geral do Estado (PGE), da Comissão de Acompanhamento dos Contratos de Parcerias Público-Privadas (CAC-PPP) e do Conselho Gestor de Parcerias Público-Privadas (CGPPP)”, informa em nota o governo. O Estado também frisou que tem “envidado todos os esforços para concluir as obras da fase 2 da linha 4-amarela no menor prazo possível”.
Fonte: UOL

Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

27 Comentários deste post

  1. Será que os puxas do Alckmin ainda vao ter a cara de pau de defender esse desastre de governador que ele foi depois de ler essa matéria? Gestão desastrosa, que só nao afundou o Estado durante a crise pq o SP é o Estado mais rico e por conta disso, consegue andar sozinho mesmo com a ingerência do PSDB no governo.

    Cris / Responder
    • Parabens é a hora da colheita da excelente indigestão

      Alexandre i / (em resposta a Cris) Responder
    • Quem gerenciou a obra e causou esse atraso? Metrô-SP. Mas é mais fácil colocar a culpa nos políticos quando foram os erros dos técnicos da empresa pública que causaram esses atrasos.

      Ivo / (em resposta a Cris) Responder
      • O metrô SP está sob responsabilidade de quem mesmo?

        Gapre / (em resposta a Ivo) Responder
        • Gapre, o Metrô é único responsável pelo gerenciamento de projetos e obras da Linha 4. Existe até uma gerência com vários departamentos para isso. O recurso para realizar a obra vem do Banco Mundial, sendo que as tarefas do Metrô são as de licitar e fiscalizar o andamento da obra em suas duas fases. O Metrô falhou por méritos próprios, não há ingerência política de prefeitos, governadores e presidentes nisso.

          Qual é o problema de admitir que os burocratas e técnicos do Metrô falharam? Não adianta o político agir, quando existem centenas de burocratas incapazes de gerenciar uma obra, todos concursados. Agora é engraçado que todas as obras do Metrô passaram por problemas de gerenciamento nos últimos 12 anos.

          Enquanto a população trocou os políticos nas eleições, os funcionários do Metrô que gerenciam as obras são os mesmos. Será que a culpa é exclusiva dos políticos? O Metrô por ser uma empresa mista, tem autonomia para trocar esses funcionários de setor, punir, demitir,etc, mas não o faz. Por qual motivo? Sindicatos, incompetência, corrupção, etc? Ao invés de bater numa figura genérica, que tal focar mais em alguns desses burocratas que ganham bons salários e apresentam um trabalho pífio?

          Ivo / (em resposta a Gapre) Responder
          • Quem nomeia o presidente do metrô? Quem faz as promessas de campanha envolvendo obras do metrô? A quem os técnicos do metrô obedecem?

            Qual o problema que você tem em admitir que o PSDB não faz nada que preste e falha no pouco que faz?

            Que político foi trocado nas eleições? Qual o partido que ficou 24 anos no poder do Estado e, Deus nos livre, pode ficar mais 4? Por que vc gosta de culpar o lado mais fraco da corda, que tá lá pra cumprir ordens, ao invés de reponsabilizar quem foi eleito pra gerir o patrimônio público?

            Gapre / (em resposta a Ivo)
          • Gapre, quem falha no pouco que faz são os metroviários. Eles são os mesmos, ocupando os mesmos cargos, as mesmas panelas, são funcionários concursados, não podem ser demitidos com facilidade.

            Qual o problema que você tem em admitir que a empresa Metrô é mal administrada pelos próprios funcionários? Isso não é novidade, já aconteceu com a FEPASA, RFFSA, CBTU, etc. Os funcionários se fecharam em torno de panelas e tornaram a empresa ingovernável, de forma que ou o estado acaba com ela ou diminui o seu poder. E o estado preferiu diminuir seu poder ao conceder linhas, forçar concorrência no setor monopolizado pelo estado. Daí descobrimos que o custo para o estado operar linhas é mais alto que o da iniciativa privada. Veja que o Metrô estatal tem quase 10 mil funcionários para pouco mais de 80 km.

            Paris também tem 10 mil funcionários mas lá são 220 km. Barcelona, Madri, Singapura também operam redes maiores que a de São Paulo com menos funcionários. E conseguem ter qualidade superior. Como conseguem? Como o metroviário é o lado mais fraco da corda se são a elite do funcionalismo numa empresa inchada e mal administrada? E quem banca salários acima de mercado e funções inúteis para quase 10 mil pessoas? O povo, esse sim o lado mais fraco da corda.

            O Metrô ainda tem autonomia para corrigir esses erros mas está ignorando tudo isso. Quando os funcionários acordarem, pode ser tarde demais.

            Ivo / (em resposta a Ivo)
      • Não acredito que os caras ainda tentam defender, haha. To adorando essa criatividade.

        Gabriel Rezende / (em resposta a Ivo) Responder
  2. Primeiramente, é importante ressaltar que o Alckmin em DIVERSOS ASPECTOS foi um governador ruim. Estretanto, se queremos ser um pouco diferentes de um comentarista de G1, precisamos analisar quais foram os atrasos e o que os ocasionaram, antes de ficar apontando o dedo para X, Y ou Z, seja lá quem eles sejam.
    Qualquer pessoa com o mínimo de conhecimento na área sabe que uma obra desse tamanho, envolvendo diversos pontos da cidade, vai atrasar. É como uma receita de bolo, só que com milhares de passos interdependentes, e se uma concretagem atrasa por causa do clima, isso terá reflexo em toda a obra. Um bom planejamento deve levar em conta tudo isso e colocar janelas para imprevistos, e como (eu imagino) ninguém aqui teve acesso a esse planejamento fica complexo avaliar se ele foi bem feito e bem executado.
    Já quanto ao andamento da obra em si, tivemos 2 grandes paralisações: Uma foi com o acidente na estação Pinheiros (aparentemente um erro geotécnico, e eu falo para vocês: Erro geotécnico dificilmente é por motivos políticos, visto que a norma exige um número obsceno de ensaios e o engenheiro que não o fizer vai estar colocando o seu na reta, por isso soa mais como imperícia) e, mais recentemente, a paralização da construtora espanhola, que aparentemente foi por problemas internos nas empresas do consórcio e, neste caso, pode-se argumentar que faltou eficiência do governo estadual na hora de resolver o problema.
    Enfim, é muito fácil simplesmente colocar a culpa no governo tentemos pensar um pouco e refletir verdadeiramente sobre os atrasos.

    Francis / Responder
    • “Qualquer pessoa com o mínimo de conhecimento na área sabe que uma obra desse tamanho, envolvendo diversos pontos da cidade, vai atrasar.” – Pelo visto, o único que não sabia era o Alckmin, que jurava de pés juntos que tudo ia sair 10 anos antes nas campanhas eleitorais.

      “Um bom planejamento deve levar em conta tudo isso e colocar janelas para imprevistos, e como (eu imagino) ninguém aqui teve acesso a esse planejamento fica complexo avaliar se ele foi bem feito e bem executado.” – Pelo visto nem o Alckmin teve acesso a esse planejamento, pois, no horário político, os prazos que ele dava eram beeeem diferentes da realidade.

      “Uma foi com o acidente na estação Pinheiros (aparentemente um erro geotécnico, e eu falo para vocês: Erro geotécnico dificilmente é por motivos políticos, visto que a norma exige um número obsceno de ensaios e o engenheiro que não o fizer vai estar colocando o seu na reta, por isso soa mais como imperícia)” – Não importa de que natureza foi o erro. O fato é que ele aconteceu. E qual foi o amparo que o governo deu à família da vítima? Quem foi punido??? Ninguém, né? http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2017-01/passados-10-anos-ninguem-foi-condenado-por-acidente-no-metro-de-sao-paulo

      “Enfim, é muito fácil simplesmente colocar a culpa no governo tentemos pensar um pouco e refletir verdadeiramente sobre os atrasos.” – Resumo da ópera: nunca a culpa é do PSDB. Né?

      Gapre / (em resposta a Francis) Responder
      • Gapre é por esse bom planejamento que não terminaram as Ferrovias Norte Sul, Leste Oeste, Bahia para Goiás, a Transnordestina, A Ferrovia do FICO, a BR 163, a Transposição, a Comperj, a Refinaria Abreu e Lima etc…etc…e etc…Muito coerente e de bom senso o comentário do Francis.

        Felix / (em resposta a Gapre) Responder
        • Ah, Felix, sempre a velha tática de desviar o assunto pro PT… lembrando que a Abreu e Lima já opera parcialmente e a transposição já saiu. Temer só cortou a faixa.

          Lembrando que, do PSDB, nem sequer iniciariam as obras de nada disso, como de praxe nada seria feito.

          Gapre / (em resposta a Felix) Responder
      • Gapre, você leu e entendeu o que eu escrevi? Fiz uma análise técnica dos atrasos, e inclusive critiquei o Governo do Estado quando fazia sentido, mas tudo que você consegue ver é um fla-flu de Pt e PSDB. Para você, os fatos não são importantes, e sim colocar a culpa no partido que você detesta. Enquanto muitos aqui são fanáticos pelo partido, vc é fanaticamente bater, o que é tão ruim quanto.
        Quanto aos seus comentários, tópico a tópico:
        1- O governador não é engenheiro, muito menos fez o cronograma da obra. Deram um planejamento para ele, e ele pode ter endoçado ou não os prazos nele contidos. Se ele o fez, foi mau-caratismo dele e ponto final. Entretanto é notável que o cronograma aparenta não ter levado em conta diversos fatores, visto a tamanha divergência com a realidade, e nesse aspecto a culpa é do grupo de engenheiros que o desenvolveu e não de uma figura X do governo.
        2- A primeira parte tb responde a segunda.
        3- Minha análise foi a respeito da execução das obras e seus atrasos. Se existe uma demora em ajudar as vítimas do acidente da estação, isso não é do escopo da minha análise, muito menos faz sentido em ser citado aqui, pois esse problema agora é responsabilidade do poder judiciário. Quanto ao tipo de erro no acidente, se isso não é relevante na análise da obra, o que seria? O partido do governador? Mais uma vez você demonstra uma maior preocupação de colocar a culpa no inimigo de maneira porca do que analisar os reais fatos.
        4- Como dito anteriormente, eu critiquei o governo quando foi oportuno em minha análise. Seu fanatismo anti PSDB chegou ao ponto de você não colocar a culpa no governo estadual e sua coalizão de partidos ou até mesmo no governadora como personificação do mal. Você crítica o partido, a instituição PSDB, que não governa sozinho e muito menos governa em sua integralidade. Estou cagando para o partido que governa, se você quiser falo como o VLT do RJ é uma merda ao quadrado (obra do PMDB) e que o metrô de Salvador (obra do PT), definitivamente não é tudo isso que estão falando. Minha obrigação como alguém que tem um certo conhecimento acadêmico na área não é puxar o saco ou ser hater do partido A ou B, e sim usar esse recurso para me manifestar com ética e bom senso.

        Francis / (em resposta a Gapre) Responder
        • Críticas ao governo do Estado?? Se vc as fez, cobriu o Alckmin de carícias depois, pelo que eu vi.

          Já que vc tem “um certo conhecimento do assunto”, então me diga, já que vc e o Ivo são especialistas nisso, quem nomeia o presidente e os gestores do metrô? A quem os técnicos e engenheiros devem obedecer? Se vc tem tanto conhecimento assim do assunto e não é envolvido em nenhum “fla-flu de PT e PSDB”, me diga o que os engenheiros tem culpa em obras que atrasaram e não foram concluídas também como as que o seu colega de partido, o Felix mencionou, tipo Ferrovias Norte Sul, Leste Oeste, Bahia para Goiás, a Transnordestina, A Ferrovia do FICO, a BR 163, a Transposição, a Comperj, a Refinaria Abreu e Lima etc…etc…. Ah, já sei, com o PT envolvido os técnicos, os engenheiros, o papa, Deus, o diabo, nenhum desses tem culpa, só os governantes, né? Essa condescendência dos tukanos e essa diferença de pesos e medidas que vcs tem já são bem manjadas. Não tá colando mais não!

          Quanto ao buraco na linha 4, ora, quem levantou esse assunto foi você mesmo! Ainda mais alegando que isso foi um dos motivos pra atrasar as obras, sendo que o trecho que ainda não foi concluído nada tem a ver com esse acidente, e o trecho que teve o acidente foi um dos primeiros dessa linha a ser entregue!

          Enfim, seu fanatismo pró-PSDB te faz defender o indefensável. Obviamente existem engenheiros e técnicos incompetentes e erros cometidos por eles, mas isso não exime em nada o governo do Estado de culpa sobre os atrasos e os prazos mentirosos que o Alckmin passou ad nauseum em campanha eleitoral. Tentar esconder isso acusando apenas o corpo técnico do metrô, me desculpe, mas é muito leviano e desonesto intelectualmente da sua parte. Fica parecendo sim, defesa cega pro PSDB, nível Felix.

          Gapre / (em resposta a Francis) Responder
          • Gapre,quer queira, quer vc não queira, o Governador Geraldo Alckimin fez um grande governo no Estado de São Paulo com crise e tudo e sem ajuda Federal, seu partido era oposição durante os Governos do PT e São Paulo viveu a pão e água. Diferente do Rio que era oposição, recebeu muitas verbas, Panamericano, Copa, Olimpiadas e hoje até o Sistema de transporte Teleférico do Morro está abandonado, o Teleférico da Colombia, serviu de exemplo, funciona normalmente.

            Felix / (em resposta a Gapre)
          • Rio era situação, Cabral/Lula.

            Felix / (em resposta a Gapre)
      • Tá mas quem fez pacote fechado em 2004 com BIRD. Há foi C.C.R ou geraldinho.

        Leandro / (em resposta a Gapre) Responder
  3. Não entendo, o governo do PSDB a mais de 20 anos em SP, Metro e CPTM com obras estratosféricas muito atrasadas, ate de mais da conta, com promessas nunca cumpridas, saúde publica não existe em SP, vai em qualquer hospital publico pra ver se tem médico o suficiente, segurança publica não existe, você e roubado ate na Av Paulista se vacilar, roubaram meu celular o ano passado, na minha rua pertinho de casa, de moto, a polícia quando não sai matando por ai nas madrugadas com seu grupo de extermínio, sai matando quem deveria apenas prender, não vejo motivos pra dizer que o PSDB fez um governo bom, agora quanto a notícia não e novidade, já foi dito várias vezes que o Metro deve uma boa grana pra Via 4, por incompetência mesmo.

    Rodrigo Santos / Responder
    • Rodrigo Santos, pro pessoal que comenta aqui, problema do metrô é culpa do metroviários, da CPTM a culpa é dos ferroviários, da saúde é culpa dos médicos, da segurança pública é culpa dos policiais, da educação a culpa é dos professores e por aí vai.
      Pra essas pessoas, o papel do Alckmin é só esquentar cadeira no Palácio dos Bandeirantes e não pode ser incomodado em sua santa vagabundice. Esse povo merece os políticos tukanos, cambada de sem-vergonha!

      • Infelizmente em SP o povo vive mais pra trabalhar do que pra parar e pensar em quem votar, acha que do jeito que tá esta ótimo, porém isso só ocorre com quem nunca teve um dano alto, seja algum roubo, precisar de hospital publico quando esta prestas a morrer, ou algum parente, transporte publico péssimo quando se precisa que funcione, no transporte ate a prefeitura e piada, então enquanto a água não bate na cabeça, vamos aceitando o rouba mas faz, quando prejudicar a mim, eu me revolto junto, e assim que pensa a maioria, brasileiro e individualista, e nunca pensa no coletivo, pagamos com impostos e isso nunca vai mudar, trabalhamos pra sustentar o estado, e o estado na verdade nunca trabalhou pra nós, apenas finge trabalhar, triste.

        • Acho que é por isso que o Estado tem os melhores servicos públicos do Brasil, o povo de São Paulo trabalha muito e faz pouca política, ou seja, faz muito e fala pouco.Diferente de muitos que tem muita solução quando não é Governo, quando entra no Governo deixa os serviços públicos e as contas públicas em situação de miséria, nem dinheiro para pagarem os Funcionários têm.

        • Rodrigo, se São Paulo está tão ruim como vc prega, vc tem solução. A Venezuela está ruim e o povo está arrumando a saída. Pense nisso, vc está num país livre e tem mais 26 Estados muito bem administrados para vc escolher.

          • Quando você precisar de um hospital publico, estiver morrendo, e chegar lá e não tiver médico vai entender, a ultima vez que precisei, fiquei 4 horas pra ser atendido, e nem atestado me deram, já que de horas não adianta, quem trabalha em CLT. melhores serviços se não tivesse tanto dinheiro desviado, não vou ficar discutindo em site, ate porque você não vive a realidade de quem volta pra casa do trabalho, e pode ser assaltado a qualquer momento, por indivíduos de moto ou carro, piada.

Deixe uma resposta para Felix Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*