Leilão da Linha 15-Prata é adiado para julho

Antes marcadi para o próximo dia 26, o Governo de São Paulo decidiu adiar o leilão para a concessão da linha 15 – prata, do Metrô, para o dia 31 de julho. Segundo o governo estadual, a entrega e abertura dos envelopes foi alterada devido ao volume de questionamentos sobre o edital que a secretaria recebeu das empresas interessadas.

A linha 5 – prata, hoje, tem 2 estações (Vila Prudente e Oratório)  operando com horário integral e 4 em operação assistida (São Lucas, Camilo Haddad, Vila Tolstói e Vila União). Em julho deve ser entregue a estação Jardim Planalto e em setembro serão inauguradas as estações Sapopemba, Fazenda da Juta e São Mateus. A última será a Jardim Colonial, prevista para 2021.

A outorga mínima pela concessão será de R$ 153,3 milhões e vence quem der o lance maior na disputa, que será realizada na B3, em São Paulo. O valor estimado do contrato é de R$ 4,5 bilhões. O investimento do governo estadual foi de R$ 5,2 bilhões. O contrato é de 20 anos.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

5 Comentários deste post

  1. É um desespero desse povinho do PSDB pra dar pra empresário amiguinho o que é construído com o dinheiro público tão grande que Deus me livre viu?

    Gapre /
  2. Novidade?

  3. Caio Lobo, você sabe me informar quando serão inauguradas as estações em tempo integral (Vila União, Vila Tolstói, Camilo Haddad e São Lucas)?

    Ederson Casemiro da Silva /

Deixe uma resposta