Receitas comerciais dos aeroportos da Infraero crescem 37% no ramo de alimentação

O segmento de alimentação se destacou na geração de receitas comerciais nos 54 aeroportos da Infraero, registrando crescimento de 37% no primeiro trimestre de 2018, em comparação com o mesmo período do ano anterior. Apenas em março, foram 47% a mais de receitas em relação ao mesmo mês de 2017.

Foram firmados mais de 60 novos contratos no ramo de alimentação entre janeiro e março, gerando uma receita adicional da ordem de R$ 762 mil, o que representa aumento de 56% em relação ao montante de novas parcerias comerciais no primeiro trimestre do ano anterior.

O superintendente de Negócios em Varejo Aeroportuário da Infraero, Alisson Freitas, explica que o resultado é uma resposta positiva do mercado em relação ao posicionamento comercial da Infraero, além do ambiente econômico brasileiro, que dá sinais de recuperação. “O resultado positivo se vincula à captação de novos negócios e às novas formas de contratação que têm atraído o mercado investidor”, disse. “Buscamos aproveitar os espaços comerciais disponíveis, implantando atividades rentáveis e que tragam conveniência ao passageiro/consumidor”, completou.

Exploração comercial

A exploração comercial dos aeroportos da Infraero, composta por negócios em áreas externas e serviços aéreos, varejo aeroportuário e soluções logísticas, contribuiu, em 2017, com 37,7% do total das receitas operacionais da empresa.

A atividade comercial, somada à exploração de serviços atingiu 30,8% e a logística de carga registrou 7,7% de participação nas receitas totais. O montante de receitas comerciais no exercício foi de R$ 1,28 milhões, o que representou um aumento de cerca de 6,4% em relação ao ano anterior.

Fonte: Assessoria Infraero


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.