Linha 13 – Jade funciona das 10h às 15h diariamente

A Linha 13-Jade (Engenheiro Goulart-Aeroporto-Guarulhos) da CPTM já está com operação assistida ampliada para todos os dias da semana, no horário das 10h às 15h, desde esta segunda-feira, 30 de abril. Desde a sua inauguração, em 31 de março, os trens estão circulando somente aos sábados e domingos, nesse mesmo horário.
Durante os quatro fins de semana de testes, quase 120 mil pessoas utilizaram a linha, a maior parte a passeio para conhecer o novo trajeto e sua integração com o aeroporto internacional de Guarulhos – GRU Airport.
Ao longo do mês de maio, com a circulação dos trens diariamente, a Companhia deverá finalizar todos os testes e fazer os ajustes necessários para o início da operação comercial, prevista para junho, quando os trens circularão das 4h à meia-noite e haverá cobrança de tarifa.
Linha 13-Jade
Primeira ligação de transporte sobre trilhos com a região de Guarulhos, a Linha 13-Jade beneficiará a população que mora, trabalha ou estuda naquela cidade. Também é uma nova opção de transporte para acessar o aeroporto internacional, de forma mais rápida e econômica.
Com um total de 12,2 km de extensão, a Linha 13-Jade tem três estações: Aeroporto-Guarulhos, Guarulhos-Cecap (novas) e Engenheiro Goulart (reconstruída), que faz integração com a Linha 12-Safira (Brás-Calmon Viana), na capital paulista.
Da extensão total da Linha 13-Jade, 4,3 km de via são em superfície e 7,9 km em elevado, cruzando a área do Parque Ecológico do Tietê, os rios Tietê e Baquirivú-Guaçú, as rodovias Ayrton Senna, Presidente Dutra e Hélio Smidt, além da avenida Monteiro Lobato. Essas transposições de rios e importantes rodovias exigiram grandes soluções de engenharia. Entre elas, a construção de um viaduto estaiado com dois mastros com cerca de 70 metros de altura e extensão total de 690 metros no entroncamento entre as rodovias Ayrton Senna e Hélio Smidt.
Fonte: Assessoria CPTM

 


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.