Infraero inova ao trazer o autodespacho de bagagens para os aeroportos brasileiros

A Infraero será a primeira operadora de aeroportos do Brasil a implementar a solução de autodespacho de bagagem (Self Bag Drop) em sete terminais sob sua administração. O objetivo é aprimorar o atendimento aos passageiros e otimizar a infraestrutura dos aeroportos. O primeiro a receber a nova facilidade será o do Recife (PE), que contará com pontos de autodespacho estrategicamente espalhados pelo aeroporto no começo do segundo semestre. Os outros seis aeroportos – Congonhas (SP), Santos Dumont (RJ), Curitiba (PR), Belém (PA), Goiânia (GO) e Maceió (AL) – receberão os sistemas até o final deste ano e no começo do primeiro trimestre de 2019.

O autodespacho de bagagem é uma solução já adotada em diversos aeroportos do mundo. Nos terminais da Infraero, ela permitirá a realização do check-in nos terminais de autoatendimento e despacho de malas de maneira rápida e fácil, além de melhorar a capacidade de atendimento do aeroporto e das empresas aéreas. Com menos tempo de espera, otimização de espaço e estrutura e a possibilidade de redução de custos das companhias, a ferramenta será integrada com as facilidades do terminal e vai aproveitar as instalações já existentes. As condições de autodespacho observarão as políticas de cada companhia aérea.

“O passageiro terá a opção de ser atendido rápido e facilmente numa estrutura intuitiva e de fácil uso, permitindo o check-in e despacho da bagagem pelo próprio usuário, que poderá ser auxiliado por empregados das companhias aéreas em caso de dúvidas. Com isso, todo o sistema aeroportuário ganha e a Infraero se consolida como a maior operadora aeroportuária do Brasil”, afirma o presidente da empresa, Antônio Claret de Oliveira.

Já o check-in compartilhado será uma ferramenta que reunirá as plataformas das empresas aéreas num mesmo totem de autoatendimento, permitindo que o passageiro faça seu registro de embarque sem precisar enfrentar filas das companhias, o que otimizará os espaços e dará mais opção a quem embarca nos aeroportos da Infraero atendidos pela solução.

“O check-in compartilhado já é uma realidade outros aeroportos brasileiros e é bastante utilizado pelas empresas aéreas. Com ele, a Infraero passa a oferecer a mesma experiência aos viajantes, além de ser uma das práticas que desenvolvemos a partir da troca de experiência com concessionárias das quais a estatal é sócia”, avalia o diretor de Negócios Comerciais da Infraero, Marx Martins Rodrigues.

Além disso, a melhoria resultará no aperfeiçoamento da capacidade e de fluxos operacionais e comerciais, principalmente em hora pico; na melhoria da qualidade dos serviços com o uso de indicadores de desempenho dos níveis de serviços das companhias aéreas; e no aumento da confiabilidade de cobrança das empresas aéreas, inclusive para passageiros nacionais, internacionais e em conexão. “É uma ferramenta de gestão que permitirá otimizar a capacidade operacional e a infraestrutura disponível de seus aeroportos, resultando na melhoria da satisfação de todos os nossos clientes”, avalia o superintendente de gestão operacional, Marçal Goulart.

Monitoramento

Além da melhora no atendimento ao passageiro, o autodespacho de bagagem e o check-in compartilhado darão informações mais detalhadas e precisas à Infraero sobre o embarque dos passageiros. O sistema poderá gerar relatórios sobre o número de viajantes por voo, horário do último embarque, ocupação dos portões de embarque e quantidade de pessoas embarcadas. Esses dados integrarão as informações entre as áreas operacional, financeira e comercial. “Com essa junção, será possível definir estratégias sobre o fluxo, tempo de processamento e permanência dos passageiros nos aeroportos, gerando ganhos operacionais e de receitas”, exemplifica o superintendente de Negócios em Serviços Aeroportuários, Claiton Resende.

Prazos

As soluções do autodespacho de bagagem e do check-in compartilhado fazem parte de um contrato de concessão comercial de 15 anos, firmando entre a Infraero e a Sita, empresa que oferece soluções para aeroportos e companhias aéreas em todo o mundo. O modelo do autodespacho de bagagem a ser utilizado pela Infraero pode ser conferido no endereço: https://www.youtube.com/watch?v=uw07jBokW2g

Fonte: Assessoria Infraero


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

2 Comentários deste post

  1. Acho que quem gosta de uma notícia dessas é o mesmo tipo de pessoa que gostou de pagar taxa de bagagem achando que sairia mais barato

    Gapre / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*