Frota de ônibus deve ser reduzida a 50% nesta sexta, 25, em SP

 

A Prefeitura de São Paulo informa que, diante da continuidade da greve dos caminhoneiros, está adotando uma série de medidas de contingência em relação aos serviços públicos.
TRANSPORTES
A SPTrans informa que a manutenção da greve nacional dos caminhoneiros, que prejudica o abastecimento de combustível para o sistema municipal de transporte, pode afetar a circulação de cerca de 50 % da frota de ônibus da cidade nesta sexta-feira (25/5).
Linhas Noturnas

Operação de 50% da frota, equivalendo a:

– Linhas com intervalos de 15 minutos passarão para 30 minutos.

– Linhas com intervalos de 30 minutos passarão para 60 minutos.
Linhas Diurnas

Considerando o mapeamento efetuado junto às empresas operadoras, estima-se uma redução da frota na ordem de 50% em todas as regiões da cidade.
Em razão disso, o rodízio municipal de veículos está suspenso novamente. A Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes determinou que a SPTrans e a CET reforcem as equipes de rua para orientar os passageiros e motoristas sobre as mudanças.
Durante o início da manhã desta quinta-feira, as empresas conseguiram circular com até 97% da frota programada porque abasteceram seus veículos por meios alternativos ou se utilizaram do estoque que ainda dispunham. A frota de trólebus está 100% operacional.
No período de entrepico, a São Paulo Transporte (SPTrans) autorizou as empresas de ônibus a reduzir em até 40% a frota em operação no horário como forma de garantir a operação da frota no fim da tarde e noite. No período de pico da tarde, a partir das 16h30, as empresas conseguiram manter 85% da frota prevista circulando, assegurando o máximo de atendimento para a população.
Em negociação mantida pela administração municipal com a Secretaria Estadual de Transportes Metropolitanos, ficou acertado que, à diferença do que ocorre normalmente, a CPTM e o Metrô vão manter 100% de suas frotas em operação no período de entrepico para compensar a ausência de parte dos ônibus.
Fonte: assessoria SPTrans


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

13 Comentários deste post

  1. Essa é uma grande oportunidade dos bicicletistas demonstrarem que a ida de bicicleta para o trabalho é muito viável.

    Felix /
    • Essa é uma grande oportunidade de uns e outros finalmente perceberem o quanto a rede de metrô e trem de SP (e do Brasil) é pífia e nada foi feito pra que SP diminuísse a dependência rodoviária de carros e ônibus.

      • Nunca disse o contrário Gapre, só defendo as obras que estão sendo feitas, São Paulo faz sozinho, com esforço próprio é muito difícil para um Estado pagador que envia 500 bilhões anuais para o Governo federal, se São Paulo recebesse 20% de volta de seus impostos,talves a coisa seria diferente.

        • “Nunca disse o contrário”??? Felix, o “SP entrando nos trilhos” era repetido ad nauseum aqui no site por quem mesmo????

          Fora isso, o mesmo blablabla separatista de sempre, vc fala como se SP não fosse o Estado que mais recebesse recursos federais.

          • Gapre vc parece que se faz de desentendido, São Paulo tem 45 milhões de brasileiros e estrangeiros que aqui vivem, não é justo que receba os míseros 7,5% do que arrecada de impostos federais?

            Felix / (em resposta a Gapre)
          • Felix, olha o site da transparência antes de digitar groselhas. Vê lá qual Estado recebeu mais dinheiro. Depois a gente continua a conversa

            Gapre / (em resposta a Gapre)
          • Então Gapre voce divide a verba recebida pela populacao de cada estado, ache a renda percapta dpque caberá a cada cidadão e vc verá quem recebeu menos, pode ver outro método que também é o mais correto ver a porcentagem que cada Estado recebeu em relação a sua população. Depois a gente conversa.

            Felix / (em resposta a Gapre)
  2. O Félix ainda ta nessa, de que SP mais da a união do que recebe ou investe? Haha, tem um vídeo no YT de uma jornalista que era da Globo, que esta em outro canal entrevistando o Alckmin, e ela usa o discursinho que falta dinheiro no Brasil, e ela da uma resposta linda, diz que falta e boa administração, e menos corrupção haha, adorei.

    • Fala com aboca e não com o cérebro, vc acreditou e bateu palma.Vc deve ter feito o mesmo que fizeram o auditório quando uma professora disse que odiava a classe média, todos aplaudiram e não raciocinaram que ela ganhava 20 mil por mês e era da classe média alta, será que ela se odiava? Rodrigo, realmente a corrupção é muito alta no Br ile está sendo provado isso, mesmo assim o Pib brileiro é baixo para atender todas demandas do brasileiro, só em saneamento básico seria necessário mais de 300 bilhões.

Deixe uma resposta