CPTM entrega estação Jardim Belval modernizada e acessível

Nesta sexta-feira, 06/04, o presidente da CPTM, Paulo Magalhães, vistoriou a conclusão das obras de modernização da Estação Jardim Belval e entregou o novo prédio à população. Um dos destaques do projeto arquitetônico é o domus (claraboia) envidraçado, que permite a iluminação natural do mezanino de 820 metros quadrados. O investimento na estação, que atende a Linha 8-Diamante (Júlio Prestes – Itapevi – Amador Bueno), foi de cerca R$ 49,5 milhões.
Antes de descerrar a placa inaugural, o presidente parabenizou a todos os envolvidos na obra. “Agradeço profundamente a todos que acreditaram que conseguiríamos concluir a obra no prazo e se empenharam para isso”, afirmou. “O pessoal de Projetos, da Engenharia e Obra e principalmente a equipe da Operação, que trabalhou com a estação em reforma, contornando as dificuldades com a estrutura e com os usuários. Parabéns a todos!”.
Participaram também do evento o secretário de Indústria, Comércio e Trabalho de Barueri, Joaldo Macedo Rodrigues, representando o prefeito da cidade, Rubens Furlan, o diretor de Planejamento e Projetos, José Augusto Rodrigues Bissacot, o gerente Geral de Operação, Wellington Berganton, e equipes da Diretoria de Engenharia e Obras e da Diretoria de Operação e Manutenção.
Após as intervenções, a estação, localizada em Barueri, passou de 1.730 m² de área construída para 3.171 m². Para proporcionar mais facilidade no deslocamento de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, foram instalados três elevadores e uma escada rolante. A unidade também conta com banheiros comuns e adaptados, piso e rotas táteis, comunicação em Braille, além de passarela aberta 24h.
O mezanino foi revestido com piso de alto tráfego, as plataformas e passarela da estação ganharam cobertura metálica e bancos. O projeto também contemplou bilheterias blindadas para maior segurança, linha de bloqueio com nove catracas novas para facilitar o acesso à estação, além de um bicicletário com 120 vagas.
As obras permitiram a readequação do layout das salas técnicas e operacionais. A estação também dispõe de novo sistema de monitoramento por câmeras internas de segurança, equipamentos e sistema de combate a incêndio, gerador de energia e luminárias, além da modernização das instalações elétricas.
No quesito sustentabilidade, foi implantado um sistema de captação de água de chuva, que, após tratamento, é utilizada na limpeza e nos banheiros. A comunicação visual moderna facilita o deslocamento dos usuários no interior do edifício, que também ganhou lixeiras para descarte de lixo comum e reciclável.
Além das melhorias nas instalações da CPTM, foram realizadas obras de paisagismo e urbanismo no entorno da estação e passarela externa para pedestres.
Fonte: Assessoria CPTM

 


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

1 Comentários deste post

  1. Saiu do cargo agora entrega tudo, pra dizer no debate que entregou x de estações, mais quem e esperto sabe o período da demora absurda e promessas, seja estações da CPTM ou do Metro, piada.

Deixe uma resposta