SPTrans envia nota referente possível mudança de linhas

 

A SPTrans, por meio de sua assessoria, nos enviou a nota abaixo referente a uma possível mudança de linhas de ônibus na capital que tem circulado por meio de redes sociais:

A Secretaria de Mobilidade e Transportes (SMT) e a SPTrans esclarecem que, ao contrário do que tem circulado nas redes sociais, nenhuma mudança de linhas de ônibus será feita nos próximos dias. Nenhum passageiro vai ficar sem ônibus na cidade de São Paulo.

 

A lista de linhas elaborada pelo Movimento Passe Livre, que circula nas redes, é falsa (fake news) e tenta, em um ano eleitoral, confundir e desinformar. Além disso, esconde da população a verdadeira proposta de melhoria na rede da cidade.

 

O fato é que está em consulta pública a minuta do edital de licitação dos ônibus. Essa medida é justamente para permitir que qualquer cidadão possa participar enviando sugestões. No caso das linhas de ônibus, a SMT seguirá aberta à participação da comunidade mesmo após o término do período de consulta e nada será alterado da noite para o dia, sem um amplo debate com a comunidade.

 

A proposta vai trazer uma rede maior e mais eficiente ao cidadão. Vai aumentar o número de ruas por onde passarão ônibus. Hoje são 4.600 quilômetros. Com a nova rede serão 5.100 quilômetros de vias com ônibus. A quantidade de lugares nos ônibus irá crescer 10%, passando de 1,03 milhão para 1,11 milhão. O atendimento, assim, será ampliado, não reduzido.

 

Hoje, a cidade conta com mais de uma linha fazendo o mesmo trajeto, o que causa trânsito nas ruas da cidade, aumenta intervalos entre ônibus e diminui a velocidade do sistema. A nova proposta tem como um dos objetivos corrigir essa distorção. E isso vai permitir menor intervalo entre os ônibus e uma maior agilidade nas viagens.

 

Por exemplo, a linha 6036/10, que liga o Jardim Macedônia a Santo Amaro, na Zona Sul, passaria a ser atendida com integração no Terminal Capelinha. A frota passaria de 13 miniônibus para 34 ônibus básicos, com o intervalo entre veículos sendo reduzido de oito minutos para dois minutos e meio.

 

A verdade é que a rede vai priorizar mais ônibus menores circulando nos bairros. E ônibus maiores em grandes avenidas e corredores. Isso vai permitir intervalo menor entre as linhas e menor tempo de espera nos pontos de ônibus.

 

A relação que circula nas redes propositalmente não mostra a proposta de novas linhas a serem criadas para atender a população de São Paulo. Justamente para confundir e desinformar. A SMT garante que nenhuma linha de ônibus deixará de existir sem que uma ou mais linhas sejam criadas para melhorar a mobilidade das pessoas.

 

Mesmo após o término da licitação, nenhuma alteração será feita de imediato. Novas linhas surgirão de forma gradativa, numa mudança que começa após seis meses e irá até três anos. Ou seja, não dê ouvidos aos boatos. Acredite que a cidade de São Paulo pode ter um sistema mais eficiente e confortável.

 

A qualquer momento, a comunidade poderá participar e sugerir novas mudanças. O cidadão pode participar da discussão pelo e-mail smtcel@prefeitura.sp.gov.br.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

15 Comentários deste post

  1. Eu espero mesmo que seja fake, já olhei a tal lista, e consta um absurdo, a linha 4310 E.T Itaquera Term Pq D. Pedro II, mudaria o itinerário e seria Praça do Correio / Metro Itaquera via Tiquatira, e a linha existente atualmente com o sub prefixo 21 sairia do de Artur Alvim, espero estar errado.

    Rodrigo Santos / Responder
    • A prefeitura havia divulgado uns arquivos de google maps com os itinerários das linhas. Não chequei na ZL, mas algumas das linhas da região de Moema haviam desaparecido e esse documento confirma. No entanto, uma coisa o metrô tem razão, a notícia divulgada pelo MPL não é completa e não mostra os intervalos entre ônibus, e as novas linhas criadas – que também foi divulgado pela Prefeitura.

      jhonatan / (em resposta a Rodrigo Santos) Responder
    • Não, a 4310 vai continuar e terá uma segunda linha que irá pelo corredor Tiquatira-Marginal Tietê até a Praça do Correio.

  2. metrô não, SPTrans.

    jhonatan / Responder
  3. Vão tirar linha sim e justificar dizendo que foi para a melhoria do sistema. Vai ter superlotação sim e vão dizer que é culpa do Metrô e CPTM. Vai ter trânsito sim e vão dizer que é culpa da falta de estrutura histórica de SP. Ou seja, no final das contas vão dar aquela bela sabonetada no povo, nos obrigando cada vez mais a ter que ir para terminais para termos integração com outras linhas. Uma ideia que não é toda ruim, mas se a concentração for grande, vai ter um problema sério em terminais que mal têm espaço físico para suportar uma mísera fila de uma linha só.

    O.Juliano / Responder
    • se fosse o haddad fazendo isso, vc estaria batendo palmas né?

      • Em nenhum momento citei políticos ou partidos políticos. Se não entendeu o meu comentário, leia novamente antes de comentar superficialmente.

        O.Juliano / (em resposta a r) Responder
  4. Repararam que os puxa-sacos comuns do PSDB não deram as caras até agora por aqui? Sensatez finalmente está por aqui?

    Anonimato / Responder
    • Ligeirinho, seu comentário agregou algo melhor que o dos puxa-sacos de PT e PSDB?

      Ivo / (em resposta a Anonimato) Responder
      • Quantas vezes preciso falar que você está fazendo um julgamento inválido? Pergunte pessoalmente ao tal “ligeirinho” se ele sou eu. Vai lá no facebook dele, te desafio. Tem coragem?

        Anonimato / (em resposta a Ivo) Responder
  5. Movimento Passe Livre, não dá mais pra levar a seria esses caras faz tempo.

    Tiago Gimenes / Responder
    • Sim. E pensar que todo esse inferno que tá no Brasil começou com os protestos orquestrados por eles em 2013 por causa dos 20 centavos, lembram?

  6. E na época de eleição em 2016 que tava nos planos de ter o sem parar dos ônibus das linhas distantes que o atual prefeito prometeu e não cumpliu até o momento, e agora com essa diminuição de distância das varias linhas e retirada de algumas linhas, o passageiro vai para mais vezes pra pega 2 e 3 ônibus pra chega ao destino.

    Claudio / Responder
  7. É facil entender, neste semestre muitas estações/linhas de Metrô serão inauguradas e muitas linhas de ônibus que nascem próximo as Estações ou circulam nos itinerários do Metro/Monotrilhos/CPTM serão extintas ou remanejadas.Normal, se no projeto ocorrer alguma falha que não foi prevista, é só vpcorrigir, não vejo razão para tanto alarde.

    Felix / Responder
  8. Sem corta e diminuir o caminho das estações de ônibus, e mantenha o mesmoôde antes e tive-se o % do rapidão e o sem parar na maioria dos pontos e parada nos 2 ou 3 pontos proximos dos terminais nas pra linhas distantes nos horarios de picos e desvios de intenerario pra chega cedo no destino sem trânsito, pouco gasto com combustivel, e outros % com onibus em todas paradas nos todos pontos existentes em mais caminhos normais como estão e talvez o meio de transporte e ficaria melhor com menas lotações , esperar menos o onibus passando constatemente entre 5, 8 , 12 minutos, tempo o maior numero de viajens de cada mesma linha em pouco tempo .

    Claudio / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*