Metrô culpa Bombardier pelo novo atraso da Linha 5

O secretário dos transportes metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni, confirmou hoje a Rede Globo que as estações Moema, AACD-Servidor e Hospital São Paulo, da linha 5 – lilás, do Metrô, que haviam sido prometidas para fevereiro, deve ficar para abril. O Via Trolebus já havia levantado esta notícia em primeira mão no último dia 2 (leia aqui).

“Nós esperamos ainda que março, mais tardar início de abril”, disse Clodoaldo.

O governo do estado diz que o atraso é culpa da empresa Bombardier, que ainda não entregou a sinalização, ou seja, o sistema que controla a ida e vinda dos trens.

Questionado sobre os atrasos, o secretário dos Transportes diz que a Bombardier “está sendo devidamente multada”. “A multa que já devemos aplicar, que já passou por recurso, é de RS 12 milhões. Mas nós já temos processos que somam mais de R$ 46 milhões.”

A estação Eucaliptos, a próxima a ser ianugurada da linha 5, deve ser entregue ainda em fevereiro.

Santa Cruz e Chácara Klabin ainda estão com prazo para inauguração para abril assim como Campo Belo para dezembro.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.