Linhas de ônibus vão até Osasco e não mais até São Paulo

No próximo domingo, 25, será iniciada a primeira fase do plano de reorganização das linhas metropolitanas de ônibus gerenciadas pela EMTU na região oeste da Grande São Paulo, onde o sistema intermunicipal transporta diariamente cerca de 80 mil usuários.

A reestruturação será concentrada no Terminal Metropolitano Luiz Bortolosso – Km 21, em operação desde setembro de 2017 e que faz parte do futuro Corredor Itapevi – Osasco. O Terminal conta com infraestrutura completa para os usuários, destacando-se quatro sanitários, quatro escadas rolantes, quatro elevadores e passarela com acesso à Estação General Miguel Costa da CPTM (linha 8).

Os detalhes operacionais dessas alterações podem ser consultados na página da EMTU na internet. Seguem os links por município:

Linhas Barueri: http://www.emtu.sp.gov.br/EMTU/pdf/linhas-barueri.pdf

Linhas Carapicuiba: http://www.emtu.sp.gov.br/EMTU/pdf/linhas-carapicuiba.pdf

Linhas Cotia: http://www.emtu.sp.gov.br/EMTU/pdf/linhas-cotia.pdf

Linhas Itapevi: http://www.emtu.sp.gov.br/EMTU/pdf/linhas-itapevi.pdf

Linhas Jandira: http://www.emtu.sp.gov.br/EMTU/pdf/linhas-jandira.pdf

Linhas Osasco: http://www.emtu.sp.gov.br/EMTU/pdf/linhas-osasco.pdf

Linhas Pirapora: http://www.emtu.sp.gov.br/EMTU/pdf/linhas-pirapora.pdf

Linhas Santana: http://www.emtu.sp.gov.br/EMTU/pdf/linhas-santana.pdf

Novas linhas

Serão implantadas duas novas linhas com origem no Terminal Metropolitano Luiz Bortolosso – Km 21 e que terão como destinos o Metrô Butantã e o bairro da Lapa, ambos em São Paulo. As linhas 840 e 850 serão operadas com ônibus modernos, confortáveis e terão integração tarifária com as linhas originárias dos municípios de Pirapora do Bom Jesus, Santana de Parnaíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Barueri, Carapicuíba e Osasco, oferecendo mais opções de mobilidade aos usuários da região. Em nenhum dos casos de integração tarifária, o usuário pagará valor superior ao que paga nos deslocamentos atuais.

A linha 840 (Metrô Butantã) terá ônibus a cada 10 minutos nos horários de pico; já a linha 850 (Lapa) terá ônibus a cada 7 minutos nos horários de maior movimento.

Benefícios

– Aumento da oferta de viagens, tanto nas linhas dos bairros até o Terminal Metropolitano Luiz Bortolosso – Km 21 como nas linhas troncais até o Metrô Butantã e Lapa.

– Diminuição da sobreposição de linhas nos principais corredores de ônibus (Avenida dos Autonomistas, Avenida Corifeu de Azevedo Marques e Avenida Jaguaré) resultando em aumento de desempenho das demais linhas.

– Algumas regiões que não tinham opções de transporte para os bairros da Lapa e Butantã, na capital, serão beneficiadas com a implantação das duas novas linhas (840 e 850).

– Oferta dos destinos Metrô Butantã e Lapa a todos os bairros atendidos pelas linhas alimentadoras que serão integradas às linhas 840 e 850.

– Os moradores dos bairros Cohab, Jardim Paulista e Vila Gioia, em Itapevi, Novo Horizonte e Cidade Ariston, em Carapicuíba, Jardim Veloso e Jardim Santo Antonio, em Osasco e Vale do Sol, Jardim Júlio e Jardim Paulista, em Barueri, contarão com nova opção de transporte por meio da integração para a linha 840 (Metrô Butantã).

– Os residentes em Pirapora do Bom Jesus (Jardim Bom Jesus) e no entorno de Cotia (Terminal Metropolitano Cotia) contarão com nova opção de transporte por meio da integração para a linha 850 (Lapa).

– E os moradores dos bairros Jardim São Luís e Jardim Professor Benoá, em Santana de Parnaíba e Igavetá, em Pirapora do Bom Jesus, contarão com duas novas opções de transporte, para o Metrô Butantã e para a Lapa, em São Paulo (linhas 840 e 850).

Em alguns casos, haverá uma redução com os custos de transporte para os usuários, conforme os exemplos abaixo:

Deslocamento Atual Futuro
Itapevi (Cohab/Jd. Paulista) – SP (Metrô Butantã), via Autonomistas linha 133 até Osasco + linha 060 até Metrô Butantã R$ 10,00 linha 133 até Terminal Luiz Bortolosso + linha 840 até o Metrô Butantã R$ 6,30
Cotia (TM Cotia) – SP (Lapa), via Autonomistas linha 420 até Osasco + linha 180 até a Lapa R$ 11,25 linha 420 até Terminal Luiz Bortolosso + linha 850 até a Lapa R$ 6,30
Carapicuíba (Cidade Ariston) – SP (Metrô Butantã), via Autonomistas linha 283 até Osasco + linha 060 até o Metrô Butantã R$ 7,00 linha 283 até o Terminal Luiz Bortolosso + linha 840 até o Metrô Butantã R$ 5,70


Só com Cartão BOM

A integração com as linhas 840 (Metrô Butantã) e 850 (Lapa) somente será realizada com a utilização do Cartão BOM. A integração por meio do BOM ocorrerá no trecho de contato entre as linhas envolvidas, preferencialmente no Terminal Metropolitano Luiz Bortolosso – Km 21, que possui melhor infraestrutura para os usuários.

O Cartão BOM pode ser obtido sem custo nos seguintes locais:

  • Poupatempo de Osasco (Avenida Hilário Pereira de Souza, 664, Vila Yara, Osasco);
  • Terminal Metropolitano de Cotia (Rua Khatar Name, 151, Vila Monte Serrat, Cotia);
  • Centro de Integração da Cidadania de Pirapora do Bom Jesus (Rua Bom Jesus, 106, Centro, Pirapora do Bom Jesus);
  • Terminal de Itapevi (Avenida Feres Nacif Chaluppe, s/n, Centro, Itapevi);
  • Terminal de Barueri (Praça São João Batista, 30, Centro, Barueri);
  • Pela internet http://comum.cmtsp.com.br

O Cartão BOM também pode ser obtido no Terminal Metropolitano Luiz Bortolosso – Km 21.

 

Fonte: Assessoria EMTU


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

10 Comentários deste post

  1. esses onibus deveriam ser todos um preço só 4,00 que absurdo o pessoal da grande são paulo tem que pagar essa EMTU é cara e é uma verdadeira vergonha. a deveria ter integração entre Onibus da capital e Da EMTU com desconto na tarifa

    wagner / Responder
    • No aplicativo de carro do site blablacar , tem passagens custando 4 reais pra as cidades aproximadas na capital de SP.

      Claudio / (em resposta a wagner) Responder
  2. Ônibus modernos? Pagando pra ver concessionaria EMTU fazendo frota de bus de motor traseiro

    Pedro Lucas / Responder
  3. Ótima proposta, embora tenha chegado com 30 anos de atraso e esteja sendo implantada pela metade. Existem muitas linhas da EMTU sobrepostas à linhas municipais das cidades de Osasco, Carapicuíba, Barueri , Jandira e Itapevi, linhas inúteis (criadas na década de 1970 e que não se justificam mais) e o objetivo da otimização do corredor é troncalizar o transporte metropolitano.

    As obras do corredor estão paralisadas entre Jandira e Osasco, sendo que um novo terminal estava em obras no centro de Carapicuíba. Com a sua conclusão, as linhas 840 e 850 terão seu final alterado possivelmente para o centro de Carapicuíba. Segundo dados da EMTU, com o corredor completo (Itapevi-São Paulo), ônibus articulados poderão circular no trecho mais carregado (entre Barueri e São Paulo).

    Ivo Suares / Responder
    • Seria ótima proposta se não prejudicasse mais do que beneficiasse, em alguns casos o passageiro que pegava 1 ônibus para o seu destino agora vão ter que pegar 3, tornando o deslocamento mais caro e mais demorado, cadê o planejamento EMTU ???

      Rafael / (em resposta a Ivo Suares) Responder
      • Caro Rafael,

        Segundo a EMTU (vou acreditar) não haverá aumento de custo da viagem. O que todo passageiro quer é pegar um só ônibus que o leve direto até o destino, e está certo, pois num trajeto longo é muito mais confortável não precisar trocar de veículo. O problema disso é que quando várias linhas precisam passar pelas mesmas vias (principalmente pontes) gera-se um congestionamento de ônibus, o que acaba sendo muito ruim para todos. Por isso se faz necessária essa troncalização.

        Passei por uma experiência dessas quando inauguraram o Terminal Pirituba, tiraram a linha que ia do meu bairro para a Lapa e eu lembro que no começo teve muita reclamação, mas depois de um tempo o sistema já estava rodando bem e o tempo total de viagem caiu uns 20 minutos no horário de pico. Eu sei que na teoria é tudo ótimo e sempre dá certo, claro que não vai ser tão simples Espero que a EMTU tenha sensibilidade para fazer futuras alterações quando necessário.

        rafael oliveira / (em resposta a Rafael) Responder
  4. Ainda bem que não dependo desse lixo sem ar condicionado, desconfortável, lento e caríssimo.

    Marcelo / Responder
  5. Acho importante que façam esses seccionamentos. No começo, todo mundo reclama, mas é muito benéfico para o sistema.

    No entanto, como já falaram nos comentários, além da demora na conclusão das obras de implantação do corredor, o preço da EMTU é muito alto para a qualidade geral dos ônibus. Linhas como a 840 e 850 deveriam ter o padrão da SP Trans ou do Corredor ABD-São Mateus, ônibus com ar, wifi e articulados.

    Alex / Responder
    • Em alguns casos vai beneficiar o usuário, em outros vai prejudicar, enfim vejo um pouco de falta de planejamento nisso, pois certas linhas os passageiros vão ter que pagar uma tarifa a mais para ir ao seu destino, caso de quem vai para Pinheiros, HC, região da rua Clélia e Barra Funda !!!

      Rafael / (em resposta a Alex) Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*