Alckmin visita obras da Linha 13 e adia entrega novamente

Depois de já termos informado hoje que o Metrõ já adiou a entrega de estações da Linha 5 – Lilás para “até abril” (leia aqui), agora foi a vez da linha 13 – Jade, da CPTM, ficar para o mesmo mês.

Coincidentemente este mês é quando o govenador Geraldo Alckmin deixa o cargo para concorrer a presidência da República.

“Até o fim do mês de março, primeira semana de abril, o trem vai estar circulando”, afirmou ele.

Alckmin visistou as obras hoje do futuro ramal que chegará ao Aeroporto de Guarulhos.

“Nós entregaremos as duas estações, entregaremos a ferrovia, são 12 km de ferrovia e vai ter que trabalhar bastante, até no carnaval, porque agora que completou o viaduto. Ainda tem que colocar em cima do viaduto os trilhos e a rede aérea porque o trem é elétrico, mas está tudo programado para esses 60 dias”, disse.

“Quando inaugurada, a linha 13 vai ter operação assistida aos finais de semana 6 horas por dia sem cobrança de tarifa. Um mês depois, operação assistida todos os dias durante as 6 horas e tarifa grátis. A operação comercial da linha deve começar dois meses após os trens terem começado a circular e em até 4 meses o Expresso da Luz entrará em operação”, complementou o secretário dos transportes metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni.

Segundo a CPTM, os passageiros poderão embarcar nos trens expressos, que custarão entre R$ 5 e R$ 10, ou optar pelo serviço convencional, de R$ 4. O trajeto expresso durará cerca de 35 minutos e partirá das estações em horários pré-definidos: Aeroporto-Estação da Luz (8h, 10h, 12h e 22h) e Estação da Luz-Aeroporto (9h, 11h, 13h e 21h).

Já o serviço convencional, que ligará a Estação João Goulart, na Zona Leste, ao Aeroporto, estará disponível no mesmo horário comercial das outras linhas, das 4h à meia-noite. Porém, o trajeto durará 52 minutos já que, para conexão com outras linhas da CPTM e do Metrô, será necessário realizar baldeação com a Linha-12-Safira.

 


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.