​​​CPTM recebe 2 novos trens para a L11-Coral Expresso Leste

Nesta terça-feira, 20/02, a CPTM recebeu mais dois trens do lote de 65, completando 34 unidades em operação. As duas composições, da série 8.500 fabricada pela CAF Brasil, começaram a operar no serviço Expresso Leste (Luz-Guaianases) da Linha 11-Coral, que conta agora com 15 trens novos.
Com mais essa entrega, a CPTM dá continuidade ao processo de padronização da frota de todas as linhas, readequando as séries de trens de acordo com a necessidade operacional. O objetivo é oferecer trens modernos e com ar condicionado, proporcionando mais conforto aos usuários. A previsão é que as 31 unidades restantes entrem em operação até o final deste ano. ​
Fonte: Assessoria CPTM

 


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

21 Comentários deste post

  1. Engraçado e que essa unidade. 138 novo trem. Passou agora pouco as 10:30 minutos aqui em jundiapeba do predio onde moro deu pra ver, indo pra estudantes.
    Daqui a pouco ela vai de estudantes a estaçao da Luz.

    Leandro /
  2. Ai ai o Renato e o Grape devem estar CHATEADAS …..

    Jurandir /
    • Ferrari em estrada de terra. De nada adianta trem novo sem infraestrutura. A CPTM não tem infraestrutura boa como a do metrô para aproveitar o máximo de desempenho desses novos trens.

      Eles operam em potencia reduzida pq não tem energia para isso. Vira e mexe dá problema no sistema de energia por causa disso, pq o governador não investe em novas subestações, patio e tudo mais. Mas pelo visto, você não sabe de nada disso.

      Você usa as linhas da CPTM nos horários de pico? pelo visto, não. Então, ao invés de ficar querendo defender seu politico de estimação, vai conhecer a realidade do serviço que é oferecido. Pegue o trem em Morato as 7:00hs sentido Luz e vai ver a realidade nua e crua.

      • Renato, a Linha 7 tem uma subestação novinha no Jaraguá, funcionando desde 2012. Dos 263 MW de energia necessários para a CPTM poder operar trens com 4 minutos de intervalo em todas as linhas, existem instalados cerca de 200 MW.

        Logo não falta energia para a Linha 7. Estão sendo realizadas obras nas vias férreas todos os fins de semana, sendo trocados trilhos, dormentes, lastro, postes, cabos. Segundo a CPTM em seu relatório de administração (2016-disponível no site da empresa), foram realizados os seguintes serviços na Linha 7:

        • foram trocados 26.355m de rede aérea auto tensionada, de um total de 54.100m;
        • Pátio Sul de Francisco Morato com 1.579m de construção de via permanente com rede aérea
        rígida;
        • Alteamento das vias em Caieiras, evitando-se inundações, com extensão de 3.400m de via
        permanente em dormente de concreto, com rede aérea nova auto tensionada;
        • Muro de gabião com 120m extensão – Rio Juqueri;
        • Ligação operacional das vias 1 e 2 retificadas na região entre Baltazar Fidélis e Francisco
        Morato, extensão de 1.200m;
        • Ampliação da variante de Franco da Rocha de 240m para 800m, totalmente reformada,
        permitindo o estacionamento de quatro trens;
        • Retirada de duas restrições de velocidade na região da Estação Franco da Rocha, com
        remodelação das vias, permitindo um ganho operacional no tempo de percurso dos trens.

        O mesmo relatório afirma que o contrato de sinalização ATO para a Linha 7 está fase de rescisão. Isso é um problema, dado que sem sinalização, os intervalos das linhas não poderão chegar a 4 minutos na hora de rush.

        Ivo Suares / (em resposta a Renato)
        • Até agora nada vi de manutençao. No trecho entre Francisco e Jundia.
          Nesse trecho existe um local sem manutençao desde 2001 pelos proprios relatórios da CPTM isso vcs não falam.

    • E acrescentando: Trem novo dá votos, sub estação, sinalização e patio não.

      Carreira de puxa saco dura pouco tempo, viu?

      • Renato alem de desinformado vc não aceita i formação de quem tem os dados corretos. É melhor aceitar a realidade que foi menos.Tire a venda dos olhos e a ideologia do cérebro rapaz.

  3. O mais triste cara, é que daqui a 6 meses vc e outros aqui desse blog vão estar se deliciando com um picolé de chuchu por que o nine está fora do páreo …. Vão ter que escolher o picolé porque se não o Bolso leva … triste seu futuro.

    Jurandir /
  4. Centésimo trigésimo oitavo trem novo, não é pouca coisa, ora,se fosse só em ano de eleição não teria como entregar 138 de uma vez, O Via Trolebus tem apresentado todas as vezes que entra em operação novos trens e não foi este ano.O pessimista consegue sentir sal até em melado.É São Paulo entrando nos trilhos.

    Felix /
  5. Alguém sabe quando o “1º NOVO TREM CPTM” foi entregue? Para efeito de comparação em quantidade de trens novos/ano.

    O.Juliano /

Deixe uma resposta