Verba do PAC cai e afeta projetos de mobilidade em São Paulo

O Governo Federal diminuiu os repasses do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) para obras de mobilidade urbana em São Paulo e com isso, alguns projetos que dependiam deste dinheiro, foram paralisados.

A diminuição de repasses em R$ 54,9 milhões afetou projetos como a reconstrução de estações de trem e a ampliação do corredor de ônibus da Estrada do M’Boi Mirim, na Zona Sul.

No estado de São Paulo, houve queda de 10,44% no valor dos repasses comparado com o mesmo período do ano passado (janeiro a outubro). Em 2016 foram liberados R$ 525, 7 milhões contra R$ 470,8 milhões este ano.

A ampliação do corredor está orçada em R$ 95 milhões e chegou a ser licitada, mas acabou suspensa. A Prefeitura de São Paulo diz ao G1 que a gestão passada não previu recursos para a execução e que, agora, não tem dinheiro para dar andamento ao projeto. Outros seis corredores da capital paulista estão na mesma situação. Todos eles contariam com repasses federais, por meio do PAC.

A Secretaria Estadual de Transportes Metropolitanos informou que o Ministério das Cidades cancelou os recursos para dois dos quatro projetos que haviam sido aprovados:

1- Reconstrução de 18 estações, implantação de uma nova estação e de um terminal de ônibus (valor do PAC: R$ 590 milhões):

  • Linha 7-Rubi: Caieiras, Baltazar Fidelis, Botujuru, Campo Limpo, Pirituba, Perus, Várzea Paulista
  • Linha 10-Turquesa: Guapituba, Ribeirão Pires, RGS, Ipiranga, Utinga, Pref. Saladino
  • Linha 11-Coral: Antônio Gianetti; Mogi; Estudantes
  • Linha 12-Safira: Itaquaquecetuba; Eng. Manoel Feio
  • Implantação da estação União de Vila Nova, na linha 12-Safira
  • Implantação de um terminal metropolitano para ônibus na cidade de Franco da Rocha.

2 – Implantação dos sistemas de sinalização, energia e telecomando da linha 13-Jade, que ligará a capital ao aeroporto de Guarulhos (valor do PAC: R$ 250 milhões)

Fonte: G1


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

30 Comentários deste post

  1. Impressionante como nada anda pro lado do ABC, nem monotrilho linha 18 e agora nada de estações da linha 10, muito triste isso. São quase 2,5 milhões de pessoas aqui e a mobilidade tá uma “maravilha”…

    Anderson / Responder
  2. Este prefeito é um safado e mentiroso, esta obra de duplicação da Estrada do MBoi Mirim teve repasse para está obra no começo do ano e esse dinheiro foi desviado, para a contratação de uma empresa de Consultoria para capcitação de recursos a prefeitura, agora vem dizer que a Gestão passada, não destinou recursos, JOÃO DORIA é do partido dos ricos não governa para os pobres.
    PMDB e PSDB são partidos que só fazem para os ricos.

    safado só sabe viajar e ficar tirando foto fingindo

    Rafael Almeida / Responder
    • Sem contar o Hospital de Parelheiros, praticamente pronto, mas que vai ser inaugurado somente em 2018. Isso para mim é incompetência do atual prefeito.

      Alex / (em resposta a Rafael Almeida) Responder
    • Vai empurrar pro ano que vem, pras eleições como trampolim pra governador… Alias prefeitura pra psdb serve sempre pra isso pra mostrar a cara e tentar algo maior, acaba votando sempre no vice pra comandar

      Alexandre i / (em resposta a Rafael Almeida) Responder
  3. Mas o repasse dos Impostos Federais de São Paulo para a União que era de 490 Bilhões anuais em 2016 aumentou, é o suor do Paulista pagando o rombo Federal?Vejam o último Impostometro.

    Felix / Responder
    • Ai Felix, o impostometro registra o total pago em todo o Brasil. O partido do governador e do prefeito apoia o governo federal, eles aprovaram os cortes e agora fazem jogo de cena.
      Só pra lembrar: não foi a politica de impostos que promoveu o cartel de trens, não foi o Lula que derrubou a estação Pinheiros e não foi o ministério público que inventou de fazer uma obra sem conferir que havia um córrego embaixo.
      Seria muito melhor se os tucanos assumissem a própria incompetência ao invés de jogarem a culpa nos outros…

      rafael oliveira / (em resposta a Felix) Responder
    • Ué, Felix, o Alckmin e o Dória não são best friend forever do Temer? O que aconteceu????

      Gapre / (em resposta a Felix) Responder
      • Sim boa Gestão colhe bons frutos , é por isdo que novos trens estão sendo entregues, e grandes obras continuam em São Paulo, Linha 13 Jade, Linha 5 Lilas, Rodoanel Norte, Tamoios Serra/Contornos, Entregas de casas populares por todo Estado, Rodoanel Campinas, duplicação em N Estradas Estaduais, Transposição Atibainha Cantreira, Transposição São Lourenço, Cachoera do França para Cotia e Região, reformas de N Estacoes da CPTM, Expansão CPTM Varginha ufa, perdi o folego, é São Paulo acelerando para o futuro.

        Felix / (em resposta a Gapre) Responder
  4. PAC,PPS, Concessões e a velocidade das obras do metrô continua na mesma lentidão histórica, média de um pouco menos de 2km por ano. Verdade que fazer o metrô é uma obra extremamente cara.Vão me criticar, mas só vejo uma saída para podermos construir em SP uma rede robusta de metrô convencional, não de monotrilho, que tem menos capacidade; e de trens urbanos. A saída para preservar o equilíbrio fiscal e não drenar recursos de outras áreas importantes é tributar mais o transporte individual e vincular esses recursos ao fundo específico para investimentos no metrô convencional e nos trens. O problema, e o contribuinte tem razão, é a roubalheira, mas ai não tem jeito. As grandes cidades brasileiras continuarão com redes pequenas de trilhos e as pessoas e a economia, em geral, continuarão sofrendo cada vez mais. Dou um exemplo numérico, que pode ser vir para SP. A grande região metropolitana tem 7 milhões de veículos.Se cada veículo “contribuísse” com R$ 60 mensais(R$2 por dia) para expansão do metrô, teríamos R$ 5 bi por ano, o que daria para iniciar cerca de 10km do metrô convencional(custo de R$ 500 milhões o km), mais 5 vezes a velocidade atual.Seriam 200 km em 20 anos. O governo federal, como outros países asiáticos e europeus fazem, deveria investir recursos a fundo perdido e não somente com empréstimos do BNDES para fazer novas linhas. São Paulo poderia receber R$ 1bi por ano dessa fonte. Isso ajudaria a atrair o investimento privado, que poderia contribuir, com mais uns 20% a 30% em cada obra. Poderíamos ter próximo de R$ 8bi,por ano, o que daria para fazer de 13 a 15 km de metrô por ano. Seria uma revolução. Mas, dada a inércia e falta de vontade política das esferas governamentais atuais e,provavelmente, as futuras, não tenho muita esperança.

    robson bertezini / Responder
    • Vc quer que os donos de veiculos dos 645 municipios pague para beneficiar só a Capital?Acho que vc é um bom gestor e ainda melhor politico, pois todos 644 municipios ficarão felizes.

  5. Vamos votar neles de novo ano que vem. Votarei nesse “jestor” e isso mesmo gestor que não é gestor, a gente escreve com o “j”. Ah, ele não é político. O pior: um bom número de pessoas acreditou nele e no Alckmin. Bem feito!! Dizem que somos politizados, e tai as novidades para SP. Bem que merecemos, se pensarmos bem. Até 2018.

    Joel / Responder
    • Boa oportunidade para vc sugerir um candidato melhor que o Geraldo , estarei aqui esperando sua sugestão até um dia antes da eleição de 2018.

      Felix / (em resposta a Joel) Responder
      • Pelo jeito Félix, você anda ouvindo muito a Radio Jovem Pan. Cuidado, pois você sabe o que é Proselitismo?

        Joel / (em resposta a Felix) Responder
  6. Isso é totalmente culpa do PT que quebrou o país e o quis transformar numa Venezuela, querem o mesmo modelo trágico de Socialismo do Século XXI por aqui, mas não deixaremos e não adianta as viúvas do pinguço do Lula e do molenga do Haddad gritarem e darem chiliques por aqui, é isso mesmo! Tá certo que o PSDB também não presta e é burro demais, mas o PT é a pior coisa que existe neste país porque destrói tudo e deveria ser extinto e não governará São Paulo, não mesmo!

    Celso Jorge Aguiar Amaro / Responder
    • Venezuela, PT, socialismo, blablabla e mimimi, tudo pra justificar as safadezas tukanas

      • O Gapre também terá sua chance de sugerir um candidato melhor, estaremos esperando sua sugestão até o dia das eleições de 2018.Por enquanto vc vai ter que aplaudir as inaugurações de todo dia, tem mais dois trens novos, 132°trens, não é pouca coisa num país que foi mal administrado durante 14 anos.

        Felix / (em resposta a Gapre) Responder
      • Melhor não sei se tem. Mas tem menos pior.

        Renovação de cadeiras é bom e saudavel.
        Nos EUA os politicos são “descartaveis” e só podem se eleger uma unica vez com direito a uma releição.

        Alckmin está ai 4 mandatos e até hoje não concluiu a linha 4 amarela.

        Renato / (em resposta a Gapre) Responder
    • Será Celso, que é mesmo culpa só do PT? Você pelo jeito nunca não andou pelo interior do nordeste. Veja quem mais fez por lá. O FHC, é que não foi!!

      • Aponte uma grande obra que o desgoverno dos 14 anos iniciou e terminou no Nordeste? Até a Educação piorou, dados do PISA.

        Felix / (em resposta a Joel) Responder
  7. Essa é pra vc Gapre e equipe, saiu fresquinha do forno:

    O governador Geraldo Alckmin participou nesta quinta-feira (7) do lançamento das vigas 65 e 66 da Linha 13 – Jade da CPTM, que ligará São Paulo ao Aeroporto Internacional Governador André Franco Montoro, no Município de Guarulhos.

    São as últimas vigas, Fonte:Portal do Governo do Estado de São Paulo.

    Felix / Responder
    • Sério que vc tá comemorando a notícia de um lançamento de viga???????????????? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, que dó de vc!

      Gapre / (em resposta a Felix) Responder
  8. Qual a novidade? São Paulo nunca recebeu investimentos do Governo Federal e ainda tem q repassar bilhões de reais todos os anos e sendo assim, se sustentando sozinho como sempre!! Pensem duas vezes agr antes de “LACRAR” 13!! Não fui eu q elegi Temer

    R / Responder
  9. Impressionante ficarem fazendo fakes pra defender o governador, que esta em SP a tanto tempo, e nunca entrega nada no cronograma correto, isso que falo só no transporte, porque se for falar de saúde publica, o povo morre mais não e atendido, pior ainda os transportes metropolitanos, sem comentários, obviamente que ira cortar, com a crise que eles mesmo causaram, ao assaltar os cofres públicos, claro que iria ter retrocesso mesmo em investimentos, e quem se que paga a conta? Ó trouxa que fica fazendo propaganda de partido, e no fim acaba tomando igual todo do mundo, ate quem vota em um candidato que pegou o papel no chão, ou quem vota por que o parente votou, ou pra ajudar em troca de dinheiro ou cestas básicas, então não reclamem, quem elege somos nós, não o fulano e cilcano, povo individualista e egoísta merece isso mesmo.

    Rodrigo Santos / Responder

Deixe uma resposta para Anderson Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*