Morte de ciclistas aumenta 55% em São Paulo neste ano

O número de morte de ciclistas na cidade de São Paulo, entre janeiro e outubro deste ano, cresceu 55% comparado ao mesmo período do ano passado. Foram 31 mortes contra 20 de 2016.

Em setembro, quando se atingiu o número de 25 mortes, já bateu todo o ano de 2016.

A Prefeitura de São Paulo ainda não criou nenhuma ciclovia neste ano, ao contrário, já extingiu algumas.

Em reportagem do G1, sobre este tema, o jornal buscou a Prefeitura para ter esclarecimentos sobre os números mas não obteve retorno.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

3 Comentários deste post

  1. Ciclista, pedestre. . peças “menores” na guerra do trânsito.

    Jean / Responder
  2. tinha que ser o “Escoria”

    haroldo / Responder
  3. Defensores dirão que é a saída progressiva da crise, que não teve nada a ver com as novas políticas públicas pois o acidente não foi assim, assasdo, enfim…
    Inventarão 1001 desculpas numa tentativa chula de tentar esconder o que é óbvio.
    Não é coincidencia, não é acaso muito menos destino.

    Andre / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*