Metrô do DF completa 13 dias em greve

Os funcionários do Metrô do Distrito Federal completam 13 dias de greve nesta terça, 21. Mesmo com a decisão do Tribunal Regional do Trabalho que obriga o Sindicato dos Metroviários a manter 90% do sistema circulando em horário de pico e 60% em horários de menos movimento, nenhuma estação foi aberta.

A empresa informou que fez uma contagem dos trabalhadores presentes no início desta manhã e verificou que o número era insuficiente para manter os trens em circulação – o mínimo seria de 75%. Por exemplo, dos 31 pilotos, só 11 compareceram, diz o Metrô.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

1 Comentários deste post

  1. É por isso que sou contra greves em serviços essenciais., quem sai prejudicado é sempre o povo que não tem nada com a insatisfação dos funcionários /Empresa.Se fosse proibido greves em serviços essenciais só trabalharia sabendo das condições, depois reclamam da privatização.

    Felix / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*