Linha 4 – Amarela estará fechada neste domingo, 19, a partir do meio-dia

Neste domingo, 19 de novembro, a partir do meio-dia até o fim da operação comercial, todas as estações da Linha 4-Amarela estarão fechadas para execução de obras nas futuras estações Oscar Freire e Higienópolis-Mackenzie, sob responsabilidade da Companhia do Metropolitano de São Paulo – Metrô.

Os ônibus do Paese (Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência) estarão em operação, percorrendo os trajetos entre as estações Butantã, Pinheiros, Faria Lima e Fradique Coutinho até a Estação Clínicas da Linha 2-Verde do Metrô. De lá, os passageiros poderão seguir viagem usando as alternativas da própria Linha 2-Verde, que faz integração com a Linha 1-Azul do Metrô.

 

No domingo, com o fechamento de todas as estações, usuários que precisarem utilizar a Linha 9-Esmeralda da CPTM devem retirar senhas nas áreas pagas das Estações Pinheiros e Clínicas. As senhas só valem para o dia da interdição. Para todos os outros casos, o passageiro poderá embarcar e desembarcar dos ônibus do Paese sem apresentar senha.

Na Estação Luz, os passageiros devem utilizar a Linha 1-Azul e, na Estação República, a Linha 3-Vermelha do Metrô, que estarão funcionando normalmente.

 

Operação diferenciada na segunda-feira, dia 20

 

Já na segunda-feira, feriado em comemoração ao Dia da Consciência Negra, o embarque e o desembarque de passageiros nas estações Paulista e Fradique Coutinho serão realizados na mesma plataforma, tanto no sentido Butantã como Luz. Avisos sonoros informarão o destino de cada trem.

Nas demais estações (Butantã, Pinheiros, Faria Lima, República e Luz) o embarque e desembarque será normal. A restrição operacional ocorrerá para execução de obras na futura estação Oscar Freire, sob responsabilidade da Companhia do Metropolitano de São Paulo – Metrô.

Além das mensagens sonoras, a orientação aos usuários será reforçada em todas as estações da Linha 4-Amarela com cartazes e banners. A equipe de atendimento também será ampliada para auxiliar os usuários nos deslocamentos, minimizar o impacto da mudança e garantir a segurança.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*