Inaugurado último viaduto complementar das obras do metrô de Salvador

O trânsito entre a região da Avenida Paralela e o bairro de Stella Maris, em Salvador, já pode ser feito pelo novo elevado entregue pelo governador Rui Costa, nesta quarta-feira (8). O viaduto de Stella Maris, previsto no pacote de obras complementares do Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas, garante o acesso direto de quem vem da Alameda das Praias – em Stella Maris – para pegar a Avenida Paralela, no sentido Rodoviária, e permite o avanço das obras do trecho que liga a Estação Mussurunga à Estação Aeroporto do metrô. No momento, para fazer o mesmo trajeto, os motoristas precisam atravessar a avenida no sentido aeroporto.

“Este viaduto faz parte de um grande programa de mobilidade para quem mora ou visita Salvador. Ao todo, nesses três viadutos, foram investidos R$ 61 milhões. Isso melhora o trânsito, segurança da população e, com certeza, a mobilidade urbana de Salvador. Isso vai acelerar também as obras do metrô, que logo no início do ano que vem [2018] teremos o metrô chegando até a Lauro Freitas, chegando ao aeroporto, o que vai tornar a nossa capital, nosso estado, referência nacional em mobilidade urbana, em segurança no trânsito, e graças a Deus, nós estaremos entre as principais capitais do Brasil em termos de mobilidade. Hoje é o maior investimento do Brasil, que são as obras o metrô, e, junto elas, essas obras complementares.

Segundo Rui, a Bahia terá a terceira maior extensão de metrô do Brasil, com 42 quilômetros de trilhos. “Estamos trabalhando muito para garantir investimento, geração de emprego. Agora, nós vamos iniciar mais uma etapa, que são cinco quilômetros de Pirajá até Águas Claras. São duas novas estações, na chamada região da Brasilgás. Vai ter uma estação e lá, em Águas Claras, mais outra estação. Com isso, nós vamos atender mais pessoas dentro do metrô e vamos melhorar a infraestrutura para aquele lado da cidade”.

Rui enfatizou ainda que “o Governo do Estado mantém os grandes projetos, as grandes obras. Eu sempre digo que nada resiste ao trabalho. Estamos pagando o 13º salário do funcionalismo em dia, estamos valorizando a carreira dos professores, vamos abrir concurso, e também dos policiais”. A Bahia, de acordo com o governador, tem saúde fiscal para tocar os seus projetos. “Nós não temos é uma boa arrecadação. Mas vamos inaugurar nos próximos dias quatro policlínicas e dois hospitais regionais. E tudo isso sem receber os R$ 600 milhões do empréstimo assinado com o Banco do Brasil, já publicado no Diário Oficial da União, mas o banco não faz o repasse dos recursos, prejudicando o povo baiano”.

Desafogar vias de grande circulação

Entre as funcionalidades do novo viaduto está a substituição do retorno em nível, na esquerda, que aumentava os congestionamentos na via principal. Com 450 metros e duas faixas de tráfego, além de calçada para pedestres, iluminação pública e sinalização horizontal e vertical, o viaduto vai desafogar as vias de grande circulação, diminuindo os riscos e garantindo a fluidez e a segurança do trânsito na região. As obras envolveram diretamente cerca de 500 pessoas, em um período de dez meses, e resultaram de um investimento de R$ 22,5 milhões.

Para o presidente da CCR Metrô Bahia, Luiz Valença, é “mais uma etapa vencida. Estamos inaugurando o terceiro viaduto de retorno do conjunto Avenida Paralela/Avenida Caribé, em Stella Maris, que vai permitir fazer a última interligação de trilhos, daqui até a região do aeroporto”. Segundo ele, as próximas etapas, após essa interligação, será fazer o final de uma trincheira, na frente do aeroporto.

“O trem tem que dar uma mergulhada e depois já sair por cima de uma ponte ferroviária e chegar ao aeroporto. Para isso, no próximo final de semana, já temos novidades. Vamos fazer desvios de tráfego, na região de Lauro de Freitas”. Valença prevê “fazer a primeira viagem teste ainda em 2017. Depois, quando tiver passageiros em uma certa quantidade, inicia-se os trabalhos para via viabilizar ao trecho da Estação Aeroporto, que já fica dentro de Lauto de Freitas, para servir à população do município, para a estação na região nas imediações da Insinuante, que está sendo chamada Estação de Lauro de Freitas”.

Sobre os retornos viários

Com a assinatura do Termo de Compromisso pelo Estado da Bahia, concessionária do Metrô da Bahia e Prefeitura Municipal de Salvador para expedição de alvará da obra da Linha 2 em 2015, ficou definido que o Estado, por meio da concessionária, implantaria três viadutos, juntamente com os já implantados pelo Estado a partir de 2014, no Imbuí, Narandiba e na Orlando Gomes, e ainda o túnel que ligará a Avenida Pinto de Aguiar à Avenida Gal Costa, a cargo da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder).

As obras já trazem mais fluidez de tráfego às avenidas Paralela e Caribé, já que eliminam os retornos à esquerda, causadores de redução de velocidade na faixa esquerda e vários acidentes ao longo dos anos. Especialmente os viadutos da região da Ferreira Costa e de Stella Maris eliminam o cruzamento de veículos em ‘X’, que causam engarrafamentos diários nos trecho do Trobogy e de Stella Maris.

Os novos viadutos perfazem um investimento da ordem de R$ 61 milhões e são o elevado da região da Ferreira Costa, entregue em 20 de junho de 2017, o elevado da região do Shopping Paralela, entregue em 11 de julho, e agora o da região de Stella Maris, entregue nesta quarta- feira.

FONTE: SECOM-BA


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

8 Comentários deste post

  1. Quem diria que nós de SP ficaríamos com inveja do andamento das obras do metrô de Salvador. Ficou anos parado, mas com um trabalho sério feito por um governo sério, está quase pronto. SP tem mto a aprender com a Bahia

    Cris / Responder
    • REALMENTE, não tem acarajé melhor que na Bahia…

      Vìtor Pereira Gabriel / (em resposta a Cris) Responder
    • Além de Salvador, o Rio também tem entregado mais obras, além de Maceió e Fortaleza. SP só fica com ufanismo e papo, mas na prática tá tudo embolado e com as obras atrasadas, mesmo sendo a capital do Estado mais rico do país.

      Gapre / (em resposta a Cris) Responder
      • Por isso que alternancia de poder é bom e saudavel….SP está engessado com um mesmo partido a 25 anos….Não temos alternancia de poder no Estado desde 1993, ai é claro que vão se acomodar……

        E isso só vai mudar qdo o PSDB deixar o Estado.

        Renato / (em resposta a Gapre) Responder
        • Tem muita gente que valoriza mais o que é dos outros, acha que a casa, a mulher, os filhos, o carro, emprego etc…dos outros é melhor, só valorizam o que era seu quando perde.Os caras estão comemorando a entrega de um viaduto, me ajuda aí, ô. São Paulo acabou de entregar 3 Estações de Metrô subterrâneo, que é mais que 50 viadutos desses.

          Felix / (em resposta a Renato) Responder
          • Entregou? Com um horário de adolescente aprendiz, tendo que descer de uma plataforma para outra aguardando o trem vai e volta? Considere como entregue somente quando estiver 100% funcional

            Alexandre i / (em resposta a Felix)
    • A diferença, é que de SP é subterranea, enquanto de Salvador é na superfície e viadutos …

      Ryun / (em resposta a Cris) Responder
  2. na Bahia as obras são apenas temporárias, em são paulo não

    haroldo / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*