Doria sanciona lei que prevê recarga do Bilhete Único em comércio

O prefeito de São Paulo, João Doria, sancionou no último dia 2, o Projeto de Lei 338/2017, que permite a recarga do Bilhete Único em farmácias, casas lotéricas, bancas de jornal, bares e restaurantes.

 

Com isso, a lei já está em vigor.

 

A decisão ocorre nas vésperas de o edital para a concessão do Bilhete Único a iniciativa privada ser lançado.

Veja abaixo a publicação da nova lei;

LEI Nº 16.734, DE 1º DE NOVEMBRO DE 2017

(Projeto de Lei nº 338/17, da Vereadora Rute Costa – PSD)

Autoriza recarga dos cartões bilhete único em farmácias, drogarias, casas lotéricas, bancas de jornal, bares e restaurantes.

JOÃO DORIA, Prefeito do Município de São Paulo, no uso das atribuições que lhe são conferidas por lei, faz saber que a Câmara Municipal, em sessão de 4 de outubro de 2017, decretou e eu promulgo a seguinte lei:

Art. 1º Ficam autorizadas as farmácias, drogarias, casas lotéricas, bancas de jornal, bares e restaurantes localizados no município de São Paulo a recarregar os cartões bilhete único.

Art. 2º Esta lei entra em vigor na data da sua promulgação.

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO, aos 1º de novembro de 2017, 464º da fundação de São Paulo.

JOÃO DORIA, PREFEITO

ANDERSON POMINI, Secretário Municipal de Justiça

JULIO FRANCISCO SEMEGHINI NETO, Secretário do Governo Municipal

Publicada na Secretaria do Governo Municipal, em 1º de novembro de 2017.

Publicado no DOC de 02/11/2017 – p. 01


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

10 Comentários deste post

  1. Eu ainda, não li nada, não vi nada acerca de melhorias para o transporte coletivo urbano desta cidade. Tem corredores de ônibus por ai, que estão uma porcaria, concreto trincado, alguns buracos e por ai vai. Não sei não, mas me parece que elle, ele mesmo não se preocupa com esse modal de transporte. Eu quero estar enganado!!

    Joel / Responder
  2. Então as farmácias e bancas de jornal que já recarregam BU o faziam de forma ilegal? Achei que fosse tudo legalizado pois as máquinas são da Ponto Certo.

    O.Juliano / Responder
    • Pelo que entendi agora a propria banca será responsável e não a empresa Ponto Certo.

      Caio Lobo / (em resposta a O.Juliano) Responder
      • Entendi! Não vejo muito sentido nos estabelecimentos serem responsáveis diretamente pela recarga do Bilhete Único. Mas com a concessão, isso pode ser usado como argumento, utilidade ou só manobra comercial mesmo.

        Inclusive, nas casas lotéricas eles sempre perguntam “qual o modelo do BU” pois só carregam o mais antigo e/ou aquele avulso.

        O.Juliano / (em resposta a Caio Lobo) Responder
  3. Eita… Faz 13 anos que carrego meu bilhete ilegalmente então?

    Raul / Responder
  4. E comprar o cartão do bilhete único, ainda é um martírio.

    Jean / Responder
  5. Mais uma boa notícia.

    Felix / Responder
  6. Não mudou nada porque a comercialização de créditos nestes locais já é feita.
    Sancionou uma lei só pra dizer que fez algo.
    Pilantra!

    Danilo / Responder
  7. espero q

    MARIO / Responder
  8. espero que o sistema funcione , pois sempre que vou , na maioria das vezes falam que “esta sem sistema” ai não adianta NADA

    MARIO / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*