Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

9 Comentários deste post

  1. Não me entra na cabeça nunca, linha nova e moderna com CBTC, apos terminar, entregar pra iniciativa privada, era melhor ter feito com menos tecnologia, e usar essa tecnologia na linha 3, que e o ramal mais sucateado e lotado, piada.

    Rodrigo Santos / Responder
    • A Linha 3 não tem nada de sucateada. Ela funciona muito bem para uma linha de metrô que é a única numa região (Zona Leste) com mais de 4 milhões de habitantes. Suas falhas e panes são fruto da superlotação, problema que será resolvido apenas com a ampliação do metrô na Zona Leste) e a modernização das linhas da CPTM (11 e 12). A abertura da Linha 15 vai oferecer um novo caminho para a população da região no ano que vem. Ainda há a linha 2, cuja ampliação está condicionada à existência de recursos (embora esteja com contrato assinado e demolições em andamento para a implantação de canteiros).

      Todas as linhas do metrô foram construídas com o que havia de mais moderno na época, logo não faria sentido construir a linha 4 com tecnologia obsoleta.

      Ivo Suares / (em resposta a Rodrigo Santos) Responder
    • Sucateada em que sentido?, Pelas panes?,,pq é uma linha que está esgotada pela lotação, mas não acho sucateada,hj em dia não a pego todos os dias como já peguei antes, mas ela, mesmo com sistema operacional antigo,sem CBTC, consegue intervalos curtíssimos entre trens no pico, que, mesmo com sistema novo teria como diminuir.

      Mauri / (em resposta a Rodrigo Santos) Responder
      • Não digo sucateada no sentido de trens ruins ou velhos, e si manutenção adequada, e todas as estações deveriam ter portas de proteção, o que morre de gente nessa linha não e pouco, ou usuário na via, como eles dizem.

        • A manutenção da linha 3 é adequada, porém nenhum equipamento aguenta ser usado no limite o tempo todo. E é isso que acontece com a linha 3. Não importa a manutenção, o uso excessivo causa falhas. Só com a ampliação do metrô na zona leste, a linha 3 deixará de ser sobrecarregada e o índice de falhas cairá.

          E sobre acidentes/suicídios, sua opinião é baseada em estatísticas oficiais ou em mero achismo? Nem toda ocorrência de usuário na via é suicídio. Existem pessoas que pulam os muros e andam na via até a plataforma para não pagar passagem, existem bandidos em fuga que eventualmente acessam a via pelos muros, existem crianças que invadem a via para pegar uma pipa, etc, então de que adianta portas d plataforma na linha para esses casos?

          Para a linha 3 receber portas de plataformas, duas ações são necessárias: operação em CBTC e reforma das estações (incluindo o reforço estrutural das lajes das plataformas). Isso é simples de ser feito? Barato? Rápido? Não é. Mas é necessário.

          Ivo Suares / (em resposta a Rodrigo Santos) Responder
  2. E aquela música de suspense só pra dar um nervoso, e um desânimo ao lembrar que tá tudo atrasado na verdade. Uma pena não termos as mesmas imagens para linhas 2 e 6.

    Rodrigo Branquinho / Responder

Deixe uma resposta para Rodrigo Santos Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*