Metrô DF lança primeira estação com captação de energia solar da América Latina

A partir desta sexta, 20, a estação Guariroba, do Metrô-DF, torna-se a primeira estação com captação de energia solar e totalmente sustentável da América Latina. Trata-se de um projeto piloto conta com 578 placas fotovoltaicas, responsáveis por gerar energia limpa com utilização de recursos naturais renováveis.

O sistema é capaz de gerar 288 mil quilowatts/hora, o suficiente para abastecer todo o consumo do local.

“A economia financeira vai ser investida na expansão do próprio sistema, buscando sempre implementar em mais estações a tecnologia. Isso é crucial para a mobilidade de Brasília, que não deve ser pensada apenas com a intenção de transportar, mas de ser sustentável”, declarou o presidente do Mêtro-DF, Marcelo Dourado.

Outras três plantas com a utilização de energia solar já estão prontas e devem ser instaladas até 2019. Serão mais duas paradas de passageiros, em Samambaia Sul e Feira, e uma Usina Solar no Centro Operacional do Metrô. Juntas, elas vão conseguir atender aproximadamente um terço da demanda energética da companhia, gerando uma economia superior a R$ 1 milhão ao mês na conta de energia elétrica.

Fonte: Correio Braziliense


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

3 Comentários deste post

  1. Excelente exemplo, que poderia ser implantado nas estações da L3, já que estas ficam a céu aberto.

    Cris / Responder
  2. Que excelente iniciativa ! Interessante pensar no modelo que economia e investimento nas demais estações

    Vinicius / Responder
  3. Só para análise, deveriam abrir os valores do investimento, em quanto tempo o investimento se paga e qual o prazo de validade das placas (quando será necessária nova compra de placas)

    O.Juliano / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*