SPTrans realiza ações para incentivar o uso do transporte público

Duas ações que integram a Semana da Mobilidade passarão pelo Terminal Pinheiros nesta terça-feira, 19 de setembro, destacando a importância da utilização do transporte público.

 

É nesse terminal que está instalado um dos cenários interativos da campanha “Eu Vou de Ônibus”. Estes cenários, comuns em pontos turísticos e eventos, permitem que a pessoa coloque seu rosto em um espaço e servem como plano de fundo para fotos. A ideia é que essas imagens sejam compartilhadas pelos usuários em suas redes sociais, incentivando o uso do transporte público.

 

Além do Terminal Pinheiros, os terminais Cidade Tiradentes e Pirituba também recebem os cenários interativos para fotos até a próxima segunda-feira, dia 25.

 

Teatro nos ônibus

 

Outra ação que visa conscientizar as pessoas a respeito da utilização do transporte público como alternativa de deslocamento na cidade será a apresentação teatral do grupo Canto Cidadão. Durante viagens de duas linhas de ônibus, a trupe passará orientações de cidadania aos passageiros, por meio de esquetes e mensagens bem humoradas.

 

Os espetáculos serão realizados nesta terça-feira, 19 de setembro, entre 9h30 e 11h30, em duas linhas que ligam Pinheiros, na Zona Oeste, ao Sacomã e a Santo Amaro, na Zona Sul da Cidade.

 

O Terminal Pinheiros é um dos terminais mais importantes da cidade e dos pontos em que há integração entre ônibus, trem e metrô.

 

Serviço

 

Teatro interativo – Canto Cidadão

Locais: trajetos das linhas 744A/10 Sacomã – Term. Pinheiros e 709M/10 Term. Santo Amaro – Term. Pinheiros

Data: terça-feira, 19 de setembro

Horário: entre 9h30 e 11h30

 

Cenário interativo “Eu vou de ônibus”

Local: terminais Pinheiros, Cidade Tiradentes e Pirituba

Data: até segunda-feira, 25 de setembro


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

8 Comentários deste post

  1. Pode trocar por partidas no horário correto?

    Alexandre i / Responder
  2. É simples, só investimento maciço em transporte sobre trilhos.Após inauguração do Rodoanel Norte eu faria um linha Férrea Metro/CPTM da Estação Engenheiro Goulart x Estação CEASA Via Airton Sena x Marginal Tietê, desativaria a pista da esquera de cada lado da Marginal.

    Felix / Responder
    • Transporte férreo é utopia, uma que não cobre tudo, outra que já sabe que a entrega é muito demorada, ao menos tem sido. É muito mais simples e melhor acertar a forma o ônibus como complemento da linha férrea.

      Alexandre i / (em resposta a Felix) Responder
    • Não que seja tão simples assim, mas seria muito bom aumentar o transporte sobre trilhos!
      Agora essa ideia de desativar a marginal esquerda para o transporte público (poderia ser trem ou estações de ônibus a curto prazo) seria já um ótimo passo, porém o prefeito que mexer na marginal (exceto para aumentar velocidade ou retirar radares) está fadado a ir duramente contra os “poderosos” de SP. Quase um suicídio político. Um belo exemplo é o próprio Haddad, que teve sua popularidade drasticamente diminuída após mexer nas velocidades, e o Doria que, ao contrário, teve sua popularidade alavancada apenas com a promessa de retornar os limites anteriores.

      O.Juliano / (em resposta a Felix) Responder
    • Sinceramente, apesar de sua ideia não ser tão ruim, dificilmente ela seria executada.
      Trata-se de uma linha praticamente redundante a linha 3, com estações em uma “rodovia urbana”, além de diversas outras linhas serem mais emergenciais que está (Linhas 5 e 6 podem também ser redundantes a linha 3, mas em regiões mais necessitadas). Esta seria uma linha basicamente complementar. Além disso, não vale a pena construir na margem de rios, considerando que a tendência mundial é a renaturalizacao dos rios.
      Se eu tivesse toda a verba do universo, eu cavaria o túnel da linha 2 até guarulhos, um túnel sob a linha 11 da CPTM, um túnel ligando a linha verde até o CEASA, e ligaria os 3 túneis entre si e ao Rio Tietê. Desviaria a água do Tietê temporariamente, o despoluiria e o renaturalizaria. Feito isso, deixava só a pista local da marginal, construiria um parque linear e colocaria transporte hidroviário nele.
      Depois, desligava os túneis entre si e os religava ao sistema de metrô. Linha verde iria do CEASA a Guarulhos, e eu enterraria os trechos de superfície das linhas 11, 12 e 3, construindo em cima um Boulevard para absorver parte dos veículos que trafegavam na Marginal.

      Mas, nisso aí, iriam uns 40 bi e 12 anos bem fácil

      Francis / (em resposta a Felix) Responder
      • Francis, as ideias são geniais! Os problemas são: realmente existir verba pra tudo isso e o mais difícil ainda: alguém no poder público com real vontade de melhorar as condições do meio ambiente para a natureza e para as pessoas.

        O.Juliano / (em resposta a Francis) Responder
        • Alias vi um dia desses que ia precisar de x mandatos se não me engano 5 mandatos para tornar realidade uma hidrovia passando por são paulo, ou seja impossivel, nenhum governo se arriscaria a deixar o crédito para o último, ou investir em algo com retorno que seja mais longo que dois mandatos

          Alexandre i / (em resposta a O.Juliano) Responder
  3. Pode começar fiscalizando as faixas de ônibus que ninguém mais respeita, vide radial leste, se não há quem fiscalize, ninguém respeita e depois falam de industria da multa. Brasileiro só respeita quando mexe no bolso, ou faz diferente, coloca alguém como ele no comando.

    Venâncio / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*