Segurança faz com que mais 2 empresas deixem a Venezuela

Por questões de segurança, a United Airlines e a Delta Air Lines se juntaram a outras tantas companhias e decidiram deixar a Venezuela.

Há relatos, por partes de pilotos colombianos, que seus membros que têm voado para a Venezuela estão enfrentando combustível contaminado e atrasos de horas porque a Guarda Nacional está retirando malas dos voos para saqueá-las. Nesta semana, vídeos mostraram o aparente assassinato de um homem no balcão de check-in de uma empresa aérea local no aeroporto.

A Avianca, que já anunciou sua saída, contratou guarda-costas depois que foram disparados tiros durante o assalto a um ônibus que transportava uma equipe da empresa.

A American Airlines ainda faz voos para Caracas e Maracaibo mas pelo andar da carruagem deve sair do país logo mais.

A panamenha Copa Air Lines afirmou que tem conseguido superar os desafios operacionais e que continua monitorando as condições no país.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

1 Comentários deste post

  1. Tenso. A Copa dever a última. Possuem muitos passageiros que estão saindo da Venezuela sentido Panamá por conta da crise.

    William Perez / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*