Linha 6 pode ser repassada a grupo espanhol

As construtoras do consórcio Move SP, responsável pela linha 6 – laranja, do Metrô, estão em negociação para vender suas partes para um grupo espanhol conforme informado pelo secretário estadual dos transportes metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni.

 

O grupo seria a Cintra Ferrovial que deve fazer uma tentativa de compra a parte dos brasileiros nos próximos dias.

 

“Temos um grupo espanhol, o grupo Cintra Ferrovial, interessado em adquirir a parte das empresas brasileiras que têm problemas para obter o financiamento. Essa é uma oportunidade do consórcio comprar a parte das brasileiras no consórcio Move São Paulo e poder tomar o empréstimo e poder retomar a obra. O que nós esperamos para os próximos dias é que chegue uma proposta formal”, diz Pelissioni.

 

Clodoaldo disse que esta seria a melhor opção pois nõa seria anulado o contrato e que como se trata de uma concessão, as empresas podem simplesmente vender a parte delas. No entanto, se não houver negociação, uma nova licitação terá que ser feita.

 

“Ou resolve agora no mês de julho, ou já será iniciado o processo de caducidade para que se possa fazer uma nova licitação”, disse o governador Geraldo Alckmin.

 

As obras da linha 6 estão paradas desde o ano passado porque as construtoras não conseguiram empréstimo com o BNDES. Quando pronto, o ramal ligará a Brasilândia até são Joaquim.

 

Foto: Jovem Pan Online


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

11 Comentários deste post

  1. Grupo Espanhol????
    Pode ser uma boa, pelo menos se essa obra recomeça de uma vez.
    Mas……….
    Empresas espanholas que saíram da Linha 4, acarretando (mais) um atraso na entrega das estações.
    Empresas espanholas que assumiram algumas rodovias, dando um valor muito baixo de pedágio (e na época o governo petista comemorou), mas daí não fizeram as obras e saíram, lembram da Fernão Dias?????
    Será que vai ser do mesmo jeito agora, ou será diferente?

    Ivo / Responder
  2. As construtoras que não estão conseguindo empréstimos no BNDS é por causa do envolvimento com a corrupção da quadrilha petista. Restou ao estado buscar outras empresas.

    Ed / Responder
    • ??? que tem haver uma coisa com a outra? se o estado tem trabalhado com empresas corruptas a culpa é pura e única do estado de não investigar a empresa, se não me engano deveria comprovar que consegue o dinheiro, se o seu partido fiel não fez o mínimo da lição de casa pare de espalhar essa ladainha. como se não fosse culpa nenhuma do estado, não há essa isenção aí não.

      Alexandre i / (em resposta a Ed) Responder
      • Quer dizer que vc investe num banco e esse banco quebra como o Ex Banco Santos, vc deveria saber? Quando a Bancoop deu um chapéu nos Bancários que investiram sua renda na compra da casa própria alguém sabia?Quando o Collor bloqueou toda poupança quem tinha dinheiro em poupança sabia , alguém sabia que as grandes empreiteiras e governo federal estavam macumunados em tal magnitude?Tenha dó.

        Felix / (em resposta a Alexandre i) Responder
        • não me venha com essa de não sabia de nada, mesmo depois de aparecer ainda ficou com a empresa até perder todo o crédito. nada haver o lance do Collor são situações totalmente diferentes, a empresa tem que dar garantias para entrar na concorrência é simples. é como sempre defendendo esse partido tão fedido quanto o PT e os muitos outros. é entrar no mesmo nível do teatro do Lula dizendo que não sabia de nada só muda a sigla do partido.

          Alexandre i / (em resposta a Felix) Responder
          • Então responda a data da Licitação dessa linha para saber qual era a condição das Empresas.

            Felix / (em resposta a Alexandre i)
          • responda vc quem ganha pra defender partido n sou eu

            Alexandre i / (em resposta a Alexandre i)
          • Interessante que a Linha 6 tem um custo por quilômetro semelhante à da Linha 4 do Rio. Lá o consórcio liderado pela Odebrecht e Queiroz Galvão é acusado pelo MP de superfaturar as obras em mais de 3 bilhôes de reais e o governador está na cadeia.
            Aqui o consórcio também liderado pela Queiroz Galvão, Odebrecht e UTC, diz que não tem credito pra fazer a linha e fica por isso mesmo.
            O GESP já gastou 1,7 bilhões nessa linha e o MP e TCE simplesmente ignoram o prejuízo causado à população.

            rafael oliveira / (em resposta a Alexandre i)
          • pois é Rafael pra variar td muito estranho, o que se aplica pra um não se aplica para o outro… ja disseram tantas e tantas vezes por aqui que a prefeitura poderia participar da ajuda para construir o metrô… engraçado que esse argumento por mágica sumiu… cadê o município que mais recebe dinheiro do Brasil e não custa nada ajudar e etc?

            Alexandre i / (em resposta a Alexandre i)
  3. Essa novela nunca termina meu deus.

    Rodrigo Santos / Responder
  4. Linha 6 Laranja do Metrô Com Operação Térrea Administrada Pelo Move 6 Com Ligação de Taipas, na Zona Norte da Capital Paulista Até o Distrito de Paranapiacaba Passando Por Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra Prestes a Ser Passada Por Um Grupo Espanhol kkkkkkkkkkkkkkkk

    Michell / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*