Justiça determina 80% do efetivo da CPTM e Metrô no dia 1º

O Tribunal Regional do Trabalho  liberou liminares que obrigam que 80% do efetivo da CPTM e Metrô trabalhem nos horários de pico no próximo dia 1º de agosto caso seja confirmada a greve das 2 empresas.

 

Para os demais horários, o efetivo deverá ser de 60%. A liminar também proíbe a “liberação de catracas”.

 

No caso da CPTM, o sindicato decretou greve devido ameaça da CPTM em reduzir a tabela salarial em 3,51%.

 

Já o Metrô, faz um movimento contra a privatização e tercerização do Metrô e as reformas do governo de Michel Temer.
A multa para ambos os casos dedescumprimento é de R$ 100 mil por dia.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

2 Comentários deste post

  1. Isto nunca ocorre. Os sindicatos geralmente fecham boa parte das linhas(as vezes completamente) e saem impunes.

    Bruno Massolini / Responder
  2. Eles nunca cumprem, grande coisa.

    Rodrigo Santos / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*