Consórcio terá que devolver R$ 875 milhões a SP

O TCM (Tribunal de Contas do Município) condenou nesta quarta, 19, que o Consórcio Sete devolva R$ 875 milhões, em valores atualizados, por irregularidades na prestação de serviços na última década, aos cofres do município de São Paulo.

 

Trata-se de uma fiscalização feita em 2006 onde, entre as irregularidades, consta a falta de construção de centros operacionais previstos.

 

As empresas do consórcio tem 15 dias para recorrer da decisão.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

3 Comentários deste post

  1. Sabe quando este valor será pago??? Nunca!!!

    renato / Responder
  2. Esse é o preço de uma má prestação de serviços. Tomara que paguem.

    Arthur Lira / Responder
  3. Pra essas empresas isso e dinheiro de pinga, o que lucram com o passageiros hoje em dia, talvez isso diminua após a licitação.

    Rodrigo Santos / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*