Consórcio da Linha 18 irá fazer palestra sobre benefícios do monotrilho

O contrato para construção e operação da futura linha 18 – bronze, que ligará a estaçao Tamanduateí e Djalma Dutra foi assinado entre Governo do Estado e o Consórcio Vem ABC em 2014 mas nada foi feito até agora. O problema está do lado do Governo do Estado que é encarregada pelas desapropriações e não está conseguindo financiamento.

 

Mas, aparentemente, o Consórcio Vem ABC continua firme e forte querendo tocar adiante o projeto, mesmo com algumas prefeituras do ABC pleiteando a troca do monotrilho por um BRT. A prova disso é a palestra que irá realizar nos dias 11 e 13 de julho para discutir os benefícios do monotrilho.

 

“Debates como esse são importantes para munir pessoas interessadas e a imprensa em geral de informações relevantes sobre o impacto positivo dos transportes públicos na mobilidade urbana”, ressalta o presidente Maciel Paiva, da Vem ABC. Maciel dividirá o painel com Karalyn Moreira, diretora comercial da Scomi Engenharia, no dia 11 de julho às 11h15.

 

Este e outros assuntos voltados para mobilidade, transporte, oportunidades comerciais, logística e infraestrutura serão abordados e esclarecidos no workshop, a um público composto por jornalistas, profissionais de comunicação, estudantes e interessados. Especialistas do setor vão oferecer respaldo técnico, por meio de discussões, além de explorar as particularidades do transporte metroferroviário brasileiro.  O evento é organizado pela Revista Sobretrilhos, pela Associação Brasileira da Indústria Ferroviária (ABIFER) e pelo e Sindicato Interestadual da Indústria de Materiais e Equipamentos Ferroviários e Rodoviários (SIMEFRE).

 

Data: 11 e 13 de julho de 2017

Horário: das 09 às 13h

Local: Prédio da FIESP – Avenida Paulista, 1313, São Paulo – SP

Inscrições: eventos@sobretrilhos.com.br

Para mais informações, clique aqui.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

14 Comentários deste post

  1. Tomara que que for consiga botar o pessoal que oferta o monotrilho na parede e mostre que São Paulo está cansada de promessas em vão. Querem soluções que ao menos amenizem parte dos problemas, para depois pensar em soluções de longo prazo.

    O tal monotrilho está prometido há anos, e nas condições que hoje a política e a economia estão, demoraria muito para bota-lo em operação. Fora o trauma com os monotrilhos hoje em construção.

    Faça-se primeiro um modal mais prático e barato. O pessoal tem que parar de ter medo de dividir faixa com automóveis – tem que tirar de um para priorizar o outro e mostrar para este um que ele pode agir como o outro e ainda ganhar com isso.

    Anonimato / Responder
    • Ligeirinho, fazer um modal mais barato seria atender ao lobby dos empresários de ônibus do ABC, sendo que nunca atenderia a demanda com qualidade e praticidade. Quem tem de ser colocado contra a parede são os empresários de ônibus do ABC, pois eles oferecem um serviço caro e ineficiente e resistem às cobranças para modernizá-lo.

      Ivo Suares / (em resposta a Anonimato) Responder
      • Ligeirinho? quem? Está se confundindo rapaz. Nem conheço nenhum ligeirinho por aqui não.

        Eu sou contra os empresários do ABC, mas ao mesmo tempo entendo que ofertar o monotrilho agora, sendo que os monotrilhos em obras estão completamente paralisados, não é uma boa pedida. Sendo que também houve desvios e problemas nas obras do monotrilho paulistano.

        Quando falo de sugerir modais diferentes, é também com empresas diferentes. Ligando a sua resposta – uma mudança na ideia de transporte de massa maior significaria recriar rotas baseadas nesta nova linha tronco. E isso provavelmente deixaria mais fácil tirar o lobby dos empresários do ABC da jogada. Simples.

        Anonimato / (em resposta a Ivo Suares) Responder
  2. Pra virar mais um monumento com obras paradas?

    Rodrigo Santos / Responder
  3. Veremos se isso vai funcionar

    Fabiano / Responder
  4. As Obras da Linha 18 Bronze do Metrô Com Operação em Monotrilho Com Ligação Entre a Capital Paulista, São Caetano do Sul, Santo André e São Bernardo do Campo Vão Ter Que Iniciar Agora

    Michell / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*