Trem descarrila e deixa 3 estações da linha azul fechadas

Atualizado às 19h262 9/6

 

Um trem da linha 1 – azul, do Metrô, descarrilou por volta das 9h40 desta sexta-feira, 9, perto da estação Jabaquara e 3 estações permaneceram fechadas até aproximadamente às 19h: Jabaquera, Conceição e São Judas. Ônibus do sistema PAESE foi acionado no trecho afetado.

 

Três vagões foram afetados na falha. O primeiro foi parar na via ao lado da em que trilhava. O segundo permaneceu na mesma, mas se “soltou” do trilho. O terceiro permaneceu no trilho, mas também ficou danificado.

 

Os passageiros foram retirados pelos trilhos. Não houve feridos. Metrô irá investigar as causas do acidente.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

26 Comentários deste post

  1. eu acho menos pior quando o trem descarrila perto do final da linha ao invés de algum lugar no meio da linha

    haroldo / Responder
  2. Os tucanos estão acabando com o Metrô. Vão privatizar o que for possível e o que sobrar, se sobrar vai ficar rodando de forma precária. Essa “jestão” desastrada de Gerldo Alckmin conta com o apoio da mídia, senão as rádios CBN e Jovem Pan já o teriam destituído. Ou político de direita não precisa ser bom gestor, pode fazer o que quiser? Estão esperando uma tragédia com vítimas no transporte metroferroviário paulista?

    Evaristo / Responder
    • Privatizar é ruim? A linha 4 é amarela… Por anos a esquerda colocou privatização com o demônio… Eles adoram um estado gigante, cheio de estatais com milhares de funcionários públicos pendurados fazendo greve toda hora, com aposentadoria integral, e prestando aquele serviço de merd* pra população.

      Bruno / (em resposta a Evaristo) Responder
      • Correção: A linha 4 amarela é privada e de excelente qualidade.

        Bruno / (em resposta a Bruno) Responder
      • Privatização bem feita não é ruim. Já contratos feitos no desespero sim. A Linha 4 até hj é uma exceção no Estado de SP, afinal não temos outras referências de trens e metrôs privatizados.

        O.Juliano / (em resposta a Bruno) Responder
    • É muito estranho ver o metrô assim, perdendo cada vez mais credibilidade e qualidade. Antes era motivo de orgulho do paulistano, hoje o que mais vejo por ai (principalmente nas redes sociais e na fanpage oficial) é reclamação….

      E pelo visto Evaristo, estão esperando um desastre de grandes proporções, como a que ocorreu no Metrô de Nova Iorque.

      Renato / (em resposta a Evaristo) Responder
  3. O metrô era de excelente qualidade. era até 2008-09. Empresa terá qualidade quando os funcionários tiverem qualidade. É possivel termos estatais de qualidade? claro que sim! Basta cobrar que elas não virem cabide de emprego ou balcão de cartelização.
    Ahh mas a linha 4 é isso, aquilo… Meu amigo, desencana… A linha 4 é uma linha nova e recebe bem mais por passageiro transportado do que o metro estatal. Alias, quando se faz baldeação na sé ou ana rosa/vila mariana não existe catraca pra cobrar de quem mudou de linha, agora em todas as integrações da linha 4 existe!!! Ah mas eu não pago… Paga sim, só que não paga diretamente, mas se de o trabalho de ir ver como é feita a remuneração da linha 4…

    Pq privatizar as linhas 4,5,6…. e não as linhas 1,2 e 3??? porque o objetivo é faze-las subsidiar o custo das privatizadas. Outro objetivo é sucatear o metro estatal só pra reforçar o estereotipo de que servidor público é tudo bundão preguiçoso que ganha rios de dinheiro pra ficar coçando o saco e por isso tem de ser demitidos…..

    Tanto é verdade que no rio de janeiro, o sistema de trens é privatizado e é uma bosta, pq não tem uma estatal metroviária la pra bancar os prejuisos da empresa privada…

    em salvador o metro é todo privatizado, mas uma unica empresa toca as 2 linhas, então ela tem de ser eficiente (tal qual o metrô de sp até 2008-09).

    Oque eu desejo??? que o governo continue privatizando, mas que privatize linha a linha (sim uma empresa pra cada linha) e depois que não houver mais nenhuma estatal tipo metro/cptm pra bancar os aviltosos contratos da iniciativa “privada” ai sim sim talvez o pessoal acorde pra ver a merda que fizeram.

    Pra que falar de descarrilamento se o metro descarrila desde 2013, e a resposta é que ta investigando e nunca deu satisfação de nada????? Lembro que quando houve um descarrilamento na linha 1 perto da estação tiete no começo dos anos 2000 fizeram tanta reportagem explicando as conclusões da investigação… Hj o metrô se fechou e se hj o metro/cptm não tem mais apoio pra continuar a administrar o sistema a culpa é dele que se deixou corromper.

    Thiago / Responder
    • O problema não e não privatizar as linhas 1, 2 e 3, e sim essas são as piores do sistema, dão lucro porém sempre dão problema. seja descarrilamento ou problemas como panes ou algum louco que se mata nos trilhos ou algum problema que da na energia ou nos trilhos, cada dia pior, ou melhor cada dia um problema aparece no pico claro.

      • Mas foi justamente oque eu disse (ou tentei dizer…): usam o lucro das linhas 1,2 e 3 pra custear as linhas privatizadas (e desvia parte da verba de manutenção pra corrupções). Ai quando as referidas linhas começam a dar problemas a rodo (pq as manutenções ja estão pra lá de duvidosas principalmente levando em consideração o alto carregamento dessas linhas), dizem que o metrô é deficitário… ou que precisa privatizar… mas não precisa, é só analisar a contabilidade e desvendar as maquiagens que o governo faz nos balancetes, para os números falarem o que eles querem (afinal todo mundo pedala bastante, só a Dilma que caiu da “bicicleta”).
        Se as referidas linhas (trilhos, sistema de controle, trens…..) tivessem com a manutenção em dia e se tivessem mantido a padronização nos equipamentos, as falhas seriam menos corriqueiras, como antes 2008, quando o metrô tinha um nível de padronização (dos equipamentos) maior que hoje.

        Thiago / (em resposta a Rodrigo Santos) Responder
    • Você só não fala do prejuízo de bilhões que a Linha 5 e a CPTM juntas dão todo ano para o Estado. Só a Linha 5 ficou anos com trens batendo lata e precisaram integrar com os onibus intermunicipais da EMTU para dar alguma vida a aquela linha-ramal. E mesmo assim até hoje ela não chegou na demanda estimada de 360.000 passageiros por dia util. Ou seja, continua dando prejuízos, já que o Estado é obrigado a dar fortes subsídios a ela.

      O contrato da Linha 4 prometeu 12,8km e 11 estações em 2 prazos. Não cumpriram o primeiro e nem o segundo. Então, por força de contrato, é obvio que a concessionária tem que ser remunerada pelas estações que não estão em operação por incompetencia do Estado que está ai a 24 anos e não consegue fazer metrô na velocidade que deveria fazer. Mesmo com verbas garantidas.

      A parte dela em oferecer um serviço de altissima qualidade ela já faz. Pq se não fizer, é multada e pode perder a concessão….

      O contrato do Rio não passa nem perto de SP, pois foi um contrato feito nas COXAS, diferente de SP que foi bem elaborado e condicionou a remuneração com a qualidade. Qto menor a qualidade = menor a remuneração!

      Tudo é uma questão de fazer um contrato rigoroso e bem feito.

      Renato / (em resposta a Thiago) Responder
  4. Acabei de vir de Congonhas pra Praça da Árvore… um verdadeiro CAOS, principalmente pros coitados que iam sentido zona sul/Diadema.

    Quanto à privatização, essa tática do PSDB de sucatear o bem público pra justificar a doação deles pros amiguinhos empresários já é bem manjada, já conheço esse script… só lembrando que os trens e metrôs do Rio são privatizados e conseguem ser piores do que os de SP, sinal de que privatização não é resolução de problema algum.

    Gapre / Responder
    • Mas temos muitos serviços publicos que são uma porcaria e que nem serão privatizados….
      O problema não é a privatização, é a GESTÃO. O Estado é uma merda, os politicos são uma merda, o povo insiste em votar nos mesmos toda eleição estadual….o que espera?

      Melhor entregar para a iniciativa privada, pelo menos não precisam fazer licitações e passar por trocentos tramites burocraticos para comprar simples parafusos.

      Se gestão publica fosse sinonimo de qualidade, não existiriam empresas privadas . . .

      Rio não serve de comparação. O contrato daqui não foi feito nas coxas como o de lá.

      Metrô de Salvador foi bem feito e lá tb tem a mesma qualidade da linha 4 . . .

      Renato / (em resposta a Gapre) Responder
      • Renato, o que eu quis dizer é que privatização não é a panaceia universal dos problemas. O que interessa é boa gestão, seja ela pública ou privada. A gestão pública do metrô de SP, por mais que seja ruim, ainda é melhor do que a gestão privada do metrô Rio, por exemplo. Gestão privada existe porque não vivemos no comunismo e o governo não pode monopolizar o que não for serviço essencial. Já transporte é essencial e, a meu ver,deveria ser sempre estatal e o governo obrigatoriamente deveria gerir bem, do contrário deveria ser PUNIDO por maus feitos, tipo esse descarrilamento. Mas é governo tukano, então sabemos que Alckmin vai permanecer intocado.

        Gapre / (em resposta a Renato) Responder
        • A CMTC era pública, pagava os melhores salários na Gestão Erundina foi colocado o pessoal ligado a convergência socialista para administrar, fizeram uma greve de 30 dias prejudicaram a CMTC, ficou sem conserto, moral da história, o prefeito posterior privatizou a CMTC e até hoje ninguém sentiu a falta.Sempre a Empresa Pública é privatizada por culpa de ingerência politica ou sindical na Gestão, Se deixassem por conta dos Administradores e Técnicos da Empresa, só cobrassem resultados sem ingerências, as Estatais dariam ótimos resultados para a população.

          Felix / (em resposta a Gapre) Responder
          • Ah sim., porque a SPTrans é maravilhosa na sua opinião, né? Os ônibus são pontualíssimos e super-confortáveis. Só que não. E, na verdade a SPTrans é da prefeitura, as viações de ônibus que não são.

            Gapre / (em resposta a Felix)
  5. Vamos em 2018 continuar a votar neles, sabe quem são, né? Nós somos o povo mais politizados do Brasil mesmo. Aí está o cuidado que eles tem com o povo de SP, e ainda esse mesmo povo que acredita neles, parece que está cego.

    Joel / Responder
    • O problema que São Paulo é o Estado que tem apresentado os melhores serviços público do Brasil, em todas as áreas .É por isdo que o povo julga e mantém os mesmos gestores.Para mudar tem que ter um que já fez Gestão melhor, como não apareceu vamos com que temos.Veja a situação do país depois de 13,5 anos de má gestão.

      Felix / (em resposta a Joel) Responder
      • Não me lembro de ser atendido em hospital publico muito bem, ou não faltar médicos.

        • Esse é o problema do brasileiro, esquecer.São milhões de pessoas atendidas diariamente, mas o que dá IBOPE na midia são os casos de mau atendimento.Quantos transplantes, cirurgias ocorrem diariamente nos hospitais públicos, sem contar os exames, consultas e pequenos procedimentos?Mas só aparece aquele que por algum motivo deu errado.Tenho parente em São Vicente e Itatiba que só faz uso dos serviçospublicos e só fazem elogios, inclusive o de Itatiba se safou de um Cancer da Próstata.

          • Felix, e desde quando vc usa algum serviço público?? kkkk, vc só repete feito um papagaio o que o facebook do vegetal fala

            Gapre / (em resposta a Felix)
  6. quando assisto reportagem bom dia são paulo sp1 e sp 2 fico imaginando como eles falam mau da cptm eo metro tenho até dó agora sim como eu estava enganado até pesso desculpa a globo sem nada mais para comentar

    ailton gomes da silva / Responder
    • Voce citou a Globo, verifique no Google, há reportagem da Globo dizendo que foi falha humana.Se houver falhas humana, no condutor do Ônibus, Carro, Bicicleta ou Avião os acidentes também acorrem, é esperar para conclusões desse caso específico.

  7. Tem que passar essas linhas pra quem tem experiência e sabe operar !!! VIDE LINHA 4 AMARELA, IMPECÁVEL.
    Privatiza LOGO

    Jurandir / Responder
  8. O exemplo da linha Amarela é horrível, lotada, cheiro de esgoto, inacabada e com loucas estações em comparação com o sistema metroviária. Quantos anos está em operação a linha amarela em comparação com outras, além dos usuários de outras linhas do metrô ficarem educados quando utilizam a linha amarela. Entre comparar coisas diferentes. Privatização é modismo para depois estatizar. A história mostra. Só de viável quando o lucro de alto e com viárias garantias ao especulador e nao financiador pelo menos na Terra da Corrupção descarada.

    Roberto / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*