Linha 13 pode ter partidas saindo da estação Brás

Segundo o presidente da CPTM, Paulo Magalhães Bento Gonçalves, e o secretário dos transportes metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni, a linha 13 – Jade, deverá ter um serviço expresso partindo da estação Brás, com 8 partidas diárias, que fará o trajeto direto, sem paradas, em tempo estimado em 30 minutos.

 

No atual projeto, a linha 13 ligará a estação Engenheiro Goulart ao Aeroporto de Guarulhos e, para chegar a Goulart, é necessário fazer diversas transferências de linhas.

 

Como já dito anteriormente, as companhias aéreas devem fazer os check-ins e despachos de malas na estação porém técnicos estão vendo em qual, se no Brás ou Engenheiro Goulart.

 

“As companhias aéreas querem, elas vão aderir. Você vai com a mala já etiquetada no trem e, quando chegar à Estação Aeroporto, ali você entrega a sua mala. E de lá você vai direto para o embarque”, disse Gonçalves.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

22 Comentários deste post

  1. * Mesmo assim não esta bem feito… só 8 Partidas… nao muda quase Nada, isso só vai gerar SUPER LOTAÇÕES…
    a Maioria não vai se locomover pra gourlart, porque vai ter no Brás…
    Além de Sobrecarregar a Linha 12 que já NÃO FUNCIONA BEM… Isso vai completamente errado… *

    *corrigem se eu estiver errado, mas essa é a minha visão dessa ideia estranha…

    Metoxi / Responder
  2. Bem, já é melhor que a ideia original de só partir da João Goulart. Se essas oito partidas puderem ser aumentadas caso haja demanda, melhor ainda. Se chegasse na Luz então, seria um trem MUITO útil. Porém sei que a Luz tem problemas de lotação e tals e nem sei se isso seria viável.

    O.Juliano / Responder
    • Na Luz é complicado, mas em compensação na Barra Funda sobra plataforma (salvo engano). no entanto o problema pode ser conseguir chegar até a Barra Funda (ai mexeria nos sistemas da linha 11 também e se não me engano a sinalização da linha 11 vai ser cbtc enquanto a linha 12 atc…).

      Thiago / (em resposta a O.Juliano) Responder
      • É, imaginei que teria problemas mesmo na Luz. Sobre a Barra Funda, infelizmente rolou uma falta de estrutura ferroviária para permitir mais essas ligações. Acho muito difícil que façam alguma coisa além de chegar no Brás, que já é algo mais eficiente, diga-se de passagem. Sendo assim, bem provável que fique desse jeito por tempo indeterminado.

        Uma velha tristeza de ver uma linha que liga um aeroporto ficar à mercê de gambiarras, como essas 8 partidas do Brás. A integração com a Linha Vermelha, no mínimo, era mais que a obrigação. Se tivesse conexão com a Linha Azul seria muito bom, pois abrangeria grande parte do sistema de forma mais direta ou pelo menos de maneira já secundária (e não terciária).

        O.Juliano / (em resposta a Thiago) Responder
      • Colocar na Luz – Originalmente a Linha 13 Jade seria 14 Onix… e iria de Luz até o Aeroporto com AUXILIO da 13 Jade que viria de Brás…
        Bem, na Luz Não Há Espaço, a não ser que seja via Elevada a Plataforma da Linha 13 Jade (Coisa que eu ja pensava desde os 12 Anos – olha que tenho 17)
        Já na Barra Funda… Pode ter Plataformas VAZIAS mas… Não há Trilhos pra mais de 3 Linhas de Trem sendo que a maioria das plataformas estão ligadas na mesma linha (7 e 8) a Unica forma seria Preparar Via Elevada, assim como na Luz…

        Já Planejavam levar as Linhas 10 e 11 até Barra Funda (meu primeiro mapa dizia isso), mas não há espaço de via, isso resultaria em destruição de varias Casas no Caminho pra extender a Área e colocar mais trilhos… ou fazer Novas Vias Elevadas, fazendo uma andar em cima da outra (Tipo linha 7 e 8 em baixo e 10 e 13 em cima por exemplo)
        (eu fiquei chocado ao saber que as linhas 7 e 8 ja tinham parado no Brás)

        Levar até a Luz seria Genial, mas até a Barra Funda podeira seria Melhor (ou não)… Levando em conta que lá há Terminal Rodoviário, mas na Luz o passageiro teria a Escolha de ir até Barra funda ou Portuguesa-Tietê…
        (tem varias possibilidades)

        Mêtoxi / (em resposta a Thiago) Responder
        • Exatamente! Na minha opinião, levar até a Luz daria mais escolhas do que levar para a Barra Funda, porque a pessoa poderia seguir viagem na Linha 7-Rubi (Terminal Barra Funda), pela Linha 1-Azul (Rodoviária Tietê e Terminal Jabaquara; Linha 2-Verde) e ainda diretamente com a Linha 4-Amarela (Linha 2-Verde e Linha 9-Esmeralda).

          No Brás o número de ligações diretas reduz à Linha 3-Vermelha (para quem quiser prosseguir até a Linha 1-Azul, Linha 4-Amarela ou Linha 8-Diamante) e Linha 10-Turquesa (Linha 2-Verde), afinal o trem já terá passado pela Linha 12-Safira na Estação Eng. Goulart e a Linha 11-Coral poderia muito bem ser acessada na estação Luz.

          Li no Blog Diário do Transporte que parar na Luz ainda é uma possibilidade em estudo, pelo menos por meio de informações do governador. Se realmente estão estudando algo, seria muito interessante que estudassem para que parasse na Luz, mas pode ter sido apenas alguém que falou sem conhecimento algo (muitas vezes quando o governador fala coisas sem sentido ou prazos impossíveis, por exemplo)

          Nos resta aguardar e torcer. Talvez um abaixo assinado, pra quem sabe pelo menos ficar registrado na história o desejo da população.

          O.Juliano / (em resposta a Mêtoxi) Responder
        • Sim em 2004 eles iam fazer que ninguem se interessou.
          Aeroporto de campinas, guarulhos.
          Guarulhos, Brás, Campo de marte, aeroporto de Sao Paulo não sei o nome.
          Através da estaçao , campos eliseos depoi da Luz. A linha 07 & 08 sairiam dela e linha 11. A estação julio prestes. Viraria museu. Com ligaçao paga pra sala São Paulo. Antiga julio prestes desde 1999. Nada aconteceu.

          Leandro / (em resposta a Mêtoxi) Responder
  3. quando ficar pronto a estação cecap, acho que o intervalo vai diminuir

    haroldo / Responder
  4. Menos pior

    Fabiano / Responder
  5. Linha gambiarrada!!!!!!!!

    renato / Responder
  6. Está chegando a Estação de colheita.

    Felix / Responder
    • verdade

      http://viatrolebus.com.br/2017/06/consorcio-da-linha-6-tem-mais-15-dias-para-retomar-obras/

      “Reportagem do SPTV desta segunda mstra que moradores estão reclamando dos canteiros abandonados e que os terrenos viraram esconderijos para bandidos.”

      Estamos colhendo tudo ….

      Alexandre I / (em resposta a Felix) Responder
    • Sim, dias atrás colhi medo na CPTM por causa que a população permite que criminosos fiquem zanando nos trens. Cinco indivíduos me intimidaram. Desde então tendo a entrar nos trens sempre de olho e com uma mão em algo que eu possa usar como arma.

      Detalhe: fãs do Alckmin como você, pois o mesmo permite que o pessoal da segurança “só enxugue gelo” ao invés de apreender camelo.

      Anonimato / (em resposta a Felix) Responder
  7. A se pensar: em muitos lugares do mundo, até no Rio de Janeiro, há compartilhamento de vias entre linhas que se divergem em um ponto.

    Na CPTM e Metrô, não existe isso. Não sei se antes houve alguma vez isso, mas geralmente eles não fazem misturas de linhas em uma mesma via. Claro que Metrô neste caso por motivos óbvios não tem como fazer isso (até tem, mas é complexo). Mas a CPTM tem condições de compartilhamento de vias para linhas diferentes.

    Anonimato / Responder
  8. Sei lá pessoal, sou da opinião de que quando se quer se faz. Esse negócio de estação que não comporta não me convence. Pra tudo dá-se um jeito, desapropria algo em volta, coloca uma plataforma mais afastada… sei lá. Só sei q deixar esse trem só em engenheiro Goulart vai ser uma Verinha, até de explicar pros visitantes da cidade

    George Corrêa / Responder
  9. Essa linha não refresca muito, mas pelas estimativas, 130 mil passageiros diarios não influenciara tanto em super lotar a linha 12

    Mauri / Responder
  10. Acho melhor não sobrecarregar aonde já é cheio e deixar o projeto de chácara Klabin a bonsucesso porque assim terá baldeações aonde não é superlotado e facilitaria suas bagagens e não iria sobrecarregar as demais da CPTM tendo vários caminhos para chegar lá e tivesse uma parada no Tatuapé e de lá seguisse em direção a chácara kabin

    Paulo Neves / Responder
    • Se o projeto pelo menos estivesse em andamento, vá lá, mas um projeto que tá engavetado há tempos… Melhor continuar logo essa gambiarra dessa linha do que esperar a boa vontade de algum político em tirar esses projetos melhores do papel. Porque fazer as coisas de forma eficiente é bom, mas fazer gambiarra pra gastar mais e ajudar os amigos empreiteiros, é melhor ainda.

      O.Juliano / (em resposta a Paulo Neves) Responder
  11. Não descarto a possibilidade da Linha 13 fazer paradas na Luz. Pode ser que não tenha nenhuma relação,mas a CPTM tem feito viagens da linha 12 que ao invés de terminar no Brás, segue direto para a Luz pelos trilhos da linha 11, isso aconteceu comigo recentemente,mostrando que é possível compartilhar os trilhos neste trecho e muito provavelmente no trecho Eng. Goulart – Tatuapé, entre as linhas 12 e 13.

    Se obras fossem feitas no trecho Luz – Barra Funda, a linha 11 poderia ir até Barra Funda e funcionaria como principal ligação central,podendo seccionar as linhas 10,12 e 13 no Brás tranquilamente.

    Danilo / Responder
  12. A linha regular deveria partir da estação da Luz ou Brás (ou até Tatuapé, por que não?) por inúmeros motivos que já foram comentados aqui.

    Essa proposta parece mais uma gambiarra, prevendo a complicação que será para os passageiros chegarem em Engenheiro Goulart. Imagine o cidadão que vai para o aeroporto no pico da tarde com malas dentro dos vagões superlotados do Metrô e da CPTM. Ou então, ficar à mercê da sorte quando um trem quebrar na linha 12 e atrasar todo o percurso.

    Alex / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*