Governo de SP vai insistir em monotrilho para a linha 18

Se depender do Governo do Estado, a linha 18 – bronze  continuará sendo monotrilho. A linha já era para ter sido entregue mas nada de sair do papel até o momento. Prefeitos da região agora querem que seja feito um BRT ao invés do monotrilho (leia aqui).

 

No ultimo dia 13, o secretário de transportes metropolitanos do Estado de São Paulo, Clodoaldo Pelissioni, disse que o governo estadual vai insistir em conseguir financiamento com o objetivo de realizar as desapropriações e assim iniciar as obras.

 

A  Cofiex  – Comissão de Financiamento Externo, do Ministério do Planejamento, desde 2015, não dá aval para o Governo do Estado de São Paulo obter empréstimo internacional de US$ 128,7 milhões junto ao BID – Banco Interamericano de Desenvolvimento.

 

O aval é necessário pois o Ministério entraria como uma espécie de fiador.

O Ministério do Planejamento deu uma nota de risco C – para o Governo do Estado de São Paulo, o que foi novamente contestado por Clodoaldo Pelissioni.

“Está havendo uma alteração de metodologia e, com isso, creio que conseguiremos finalmente autorização para captação desses recursos. Não dá para entender os critérios atuais. O governo federal nos dá nota C – , enquanto que o BNDES nos dá B. A classificação da agência Moody’s é B. No Itaú e também no Bradesco é B, mas cremos que essa situação será revertida” disse Clodoaldo.

Fonte: Diário do Transporte


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

7 Comentários deste post

  1. Monotrilho significa maior propina para picolé de chuchu e sua gangue.

    Stenio / Responder
  2. Ufa, ainda bem!

    O traçado não tem espaço para BRT e metrô pesado levaria 30 anos para ficar pronto….

    Renato / Responder
  3. Os prefeitos do ABC queriam o BRT porque Mercedes, Scania e VW tem fábricas na região. Aliás essa é a razão de São Paulo ainda não contar com os modernos VLT enquanto outras cidades já o tem.

    Celso P / Responder
  4. Virou novela mexicana a linha 18 bronze

    Fabiano / Responder
  5. não…monotrilho não…seria melhor um ramal da linha 10 que corre pelo canteiro central das avenidas guido aliberti e lauro gomes e subterraneo na faria lima

    haroldo / Responder
  6. Um Monotrilho seria Bonito, mas estamos falando de uma Região com a Demanda Acima da Capacidade que um Monotrilho é Programada pra Suportar…
    Precisa-se de um Metrô Elevado, Subterrãneio, mas Monotrilho num lugar como esses não soa boa ideia…
    Eu estava pensando… Lugares como esse, e aqui na Raposo por exemplo, um Monotrilho seria a Melhor Solução?
    Os Lugares como os q a linha 16 Prata (Lapa – Cachoeirinha) iria atingir [como Jd.Miriam, Rio Pequeno na região da Corifeu, e outros] estariam mais razoáveis, além de dar apoio linha 6, pois não ia ficar vazio mas também não ia ficar super lotado. Mas, num lugar de Demanda Colossal, não tem como por um Monotrilho, uma ele Vai Desmoronar e vão ter que gastar mais dinheiro pros Reparos ou prum plano B…

    Mêtoxi / Responder
    • Não tem demanda para metrô pesado na região. Os estudos divulgados pelo metrô deixam claro que a demanda é para o monotrilho (cerca de 23 mil passageiros por hora/sentido ao passo que um metrô precisa de mais de 50 mil passageiros/hora/sentido para ser implantado). Existe um lobby de empresários de ônibus no ABC que impede a licitação da EMTU e agora quer impedir a construção do monotrilho.

      Ivo Suares / (em resposta a Mêtoxi) Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*