Concessionárias de ônibus em SP já receberam quase 7.000 multas em 2017

As empresas de ônibus que atendem a cidade de São Paulo, ligadas a SPTrans, já receberam 6.909 multas em 2017. O motivo campeão de multas é o descumprimento de número de partidas por horário com 2.600 multas. Com as multas, a gestão municipal não repassou mais de R$ 6,7 milhões em subsídios.

 

De acordo com repprtagem da Rede Globo, o total de multas aplicadas pela SPTrans às operadoras das linhas, no período de janeiro a 8 de maio, diminuiu quando comparado os anos de 2015, 2016 e 2017. Em 2015, foram 18.807 multas aplicadas neste período, já em 2016 o número caiu para 7.690 e neste ano foi totalizado em 6.909.

 

A segunda maior causa de multas este ano é o descumprimento das viagens programadas por faixa de horário com 2.300. neste caso, os ômibus partem mas não chegam ao destino final. Em terceiro lugar está o descumprimento do tempo de intervalos com mais de 1.000 multas.

 

As concessionárias também foram penalizadas por não obedecerem o horário de partida de veículos adaptados para pessoas com deficiência e por descumprir a primeira ou a última partida.

 

Fonte: Rede Globo


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

3 Comentários deste post

  1. PAGAR A MULTA E MUITO MAIS BARATO DO QUE CUMPRIR AS PARTIDAS, E A HISTORIA DE QUE NESTE CASO O CRIME COMPENSA, POIS A PUNIÇÃO E MENOR DO QUE O LUCRO ALCANÇADO COM OS DESCUMPRIMENTOS DE PARTIDAS, ENQUANTO FOREM PAGOS POR PASSAGEIRO VAI CONTINUAR ESSA METODOLOGIA, MENOS VIAGENS MAIS LUCRO.

    Pedro / Responder
  2. será que aumentou a fiscalização?

    Vítor P. Gabriel / Responder
  3. Será que paga? Eis a questão Sra SPTrans.

    Rodrigo Santos / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*