Motoristas e cobradores de ônibus suspendem greve em São Paulo

O sindicato dos motoristas e cobradores de ônibus de São Paulo fecharam acordo com as empresas e conseguiram reajuste de 4%. O sindicato antes queria 5% e as empresas ofereciam 3%. Com a decisão, a possível greve que poderia ocorrer na próxima quarta, 24.

Ainda, foram garantidos aumentos no valor de benefícios, como ticket refeição, plano odontológico e convênio médico. O pagamento da PLR (Participação em Lucros e Resultados) à classe, no entanto, não foi definido: as viações pediram mais tempo para analisar.

Outra reivindicação atendida foi a manutenção dos cobradores no sistema de transporte de São Paulo. Em nota, o sindicato disse que “a administração municipal se comprometeu a manter os trabalhadores em seus postos”.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*