Metrô diz que está em cima das construtoras para evitar atrasos em obras

Em entrevista do jornal Folha de São Paulo, o presidente do Metrô, Paulo Menezes, diz que a estatal está acompanhando de perto o andamento de suas obras para evitar novos atrasos. “Fazemos um acompanhamento diário junto às empresas para evitar atrasos nas obras”, diz

 

Perguntado sobre como garantir que as obras sejam entregues no prazo, Paulo disse que tem que ficar em cima das empresas. “Por exemplo: amanhã o cara tem que instalar cabos. Se não instalar, depois de amanhã preciso saber o que aconteceu. Muitas empresas do setor estão usando dinheiro de uma obra para tapar buraco em outra e, aí, não conseguem cumprir as obrigações. Às vezes, o cara não consegue pagar o fornecedor dele por falta de capital de giro. Então, passo até a conversar, dentro de um limite, com o fornecedor, para que ele não falhe a entrega e não atrase o empreendimento”, completou.

 

O Metrô pretende entregar 3 estações da linha 5 – Lilás entre julho e agosto: Alto da Boa Vista, Borba Gato e Brooklin. Mais 6 do mesmo ramal devem ser entregues até dezembro. Já na linha 4 – amarela, a estação Higienópolis-Mackenzie deve ser entregue no fim do ano. Oscar Freire há dúvidas se será este ano ou início de 2018.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.