Doria recua e diz que marginais não serão privatizadas

O prefeito de São Paulo recuou nesta terça, 9, com relação a privatização das marginais Pinheiros e Tietê (relembre aqui). Diante da recpercussão negativa que a notícia causou, Doria negou a intenção:  “Nós não pensamos em nenhum tipo de concessão nem de privatização nem de PPP em relação às marginais”, disse.

 

Novamente questionado, a equipe do prefeito diz que a reunião com Alckmin nesta sexta foi para discutir transportes de modo geral.

 

“Estamos desenvolvendo um estudo, quero deixar muito claro, nós não vamos privatizar a marginal nem Pinheiros nem Tietê, isso não faz sequer parte de um estudo inicial. Estamos avaliando a possibilidade de melhorar a integração das rodovias concessionadas do Estado com as marginais”, disse Doria nesta terça.

 

O prefeito também negou que vá implantar pedágio urbano na cidade.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.