CPTM divulga empresas aprovadas para estudos de PPP das linhas 8 e 9

O Governo do Estado publicou no Diário Oficial desta quarta-feira, 24, as empresas aprovadas para participarem de aprofundamento de estudos para a PPP (Parceria Público-Privada) das linhas 8 – diamante e 9 – esmeralda, da CPTM. O prazo de inscrição e apresentação de documentos necessários se encerrou no ultimo dia 9.

 

As empresas aprovadas são: CCR, Odebrecht Mobilidade, Grupo Metropolitano 89, Logit Engenharia Consultiva e CAF.

 

Desde o dia 23 está disponível na Plataforma Digital de Parcerias o Caderno de Informações do Edital de Chamamento Público para as que as aprovadas aprofundem seus estudos. O prazo para a entrega dos estudos se encerra no dia 21 de agosto.

Colaboração: Dri Carvalho


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

14 Comentários deste post

  1. Odebrecht? É sério isso?

    Nicolas Ferreira / Responder
    • Aprovaram novamente essa empresa que nao tem condições nenhuma de gerir mais nada kkkk É uma piada de mal gosto propinado!

      • Só isso já mostra o qto incompetente é esses fdp do governo do estado.

        Renato / (em resposta a Cris) Responder
        • O Problema não é a Empresa, o problema são os políticos. Tem que ter respeito e fortalecer Empresas brasileiras, com moral e honestidade.O Brasil já não produz um prego, está nas mãos de multinacionais, se entregarmos todas as grandes Empresas de Servicos como Empreiteiras aí seremos escravizados pelas Multis.

          Felix / (em resposta a Renato) Responder
  2. Odebrecht??? Para virar uma super via da vida???

    Fabiano / Responder
  3. Diante do atual cenário politico econômico, e por parte das empresas escolhidas nesse edital, fica dificil acreditar que se busca com essa concessão redução de custos publicos e melhora de qualidade. Há outros interesses por trás disso (um deles deve ser o de evitar greves…)
    Lembrando que CCR é concessionaria da ViaQuatro do Metrô/SP e Odebrecht dona da Supervia no Rio.
    Tirem suas conclusões.

    • Prefiro que a CCR ganhe porque a linha 4 é um exemplo de mobilidade. Odebrecht que fique com a supervia. Ajude a gente neh por favor…
      Já deixaram a China fabricar trens para a linha 13 e os trens dessa empresa não são bons.

  4. A Odebrecht estar presente reflete bem a seriedade desses projetos..

    O.Juliano / Responder
  5. Otimo que se faça a PPP da linha 8 pois, quem sabe assim a Estação Julio Prestes (sorocabana) tome um novo folego e escape e a linha 9 tenha sua extensão completada e possa também ser levada até a Lapa.
    Outra coisa boa é que diminuirá a possibilidade de greve.
    AS PPPs são solução na melhoria dos serviços e para o Governo do Estado entrada de recursos para auxiliar a conclusão de outras linhas de Metro, Trem, Monotrilho ou Corredor BRT que estão com ritmo lento.

    Jair / Responder
    • Quaisquer projetos seguintes relacionados:

      – Linha 9 até a Lapa
      – Integração Centro (aterramento das linhas)
      – Realocação de linhas

      Não serão feitas tão cedo e nem tem condições para tal.

      Anonimato / (em resposta a Jair) Responder
  6. PPP nesse país é só mais uma maneira de fazer propina. A linha 4 amarela da CCR é boa? Vão lá ver o quanto que o governo paga para a CCR… O governo paga para eles cada passageiro que passa na transferência.. Vocês sabiam desse detalhe? O governo construiu tudo e a CCR veio com só os trens (e ainda compraram só 14, isso mesmo só tem 14 trens). Expansões?? só se for em contrato!! e olhe lá! Quem reforma estações no Rio? – O governo! Quem constrói estações no Rio, Salvador e em SP? O governo!! Lá no Rio quem compra trem novo é o estado.
    Tudo aqui no Brasil é assim, é melhor que uma mina de ouro ou que um cassino.
    Use uma estrada da CCR ou outra concessionária e você verá que quem recapeia asfalto e reforma viadutos é o governo. Eles só cobram o pedágio.
    E ainda tem gente que quer ver tudo privatizado, porque diz que o governo vai economizar
    Eu não quero ver uma CPTM privatizada eu quero ver uma CPTM moralizada, onde saibam gastar o dinheiro de forma responsável.
    Privatização é assim os grandões enchendo o bolso, e os funcionários levando a empresa nas costas por um salário bem menor.
    Vejam lá o que aconteceu com a privatização da FEPASA. Cadê as melhorias? Cadê os trens de passageiros de longa distância que existiam até 1998? Hoje nem a metade da rede antiga da FEPASA passa trens de carga. abandono total. Só interessa o lucro. nada mais importa
    Aliás, eu duvido que a nova concessionária mantenha o trem de Itapevi a Amador Bueno por exemplo.
    Já cansei

    Rafael de Souza / Responder
    • CPTM de qualidade? Espere deitado….

      Sobre a linha 4 dar “prejuizo”, a linha 5 também deu e continua dando, pois até hoje está subutllizada e ninguém reclama dos custos extras para manter essa linha….

    • mimimimi

      Iniciativa privada não tem obrigação alguma de fazer caridade social e sobrevivem do lucro…então eles nem pegariam trechos de baixa demanda.

      Então, que tal reclamar dos altos subsídios da CPTM ao invés de ficar de mimimi por causa da linha amarela? parece sindicalista frustrado que está perdendo o monopolio estatal e a boquinha….

  7. Empresa envolvida no lava jato? Piada.

    Rodrigo Santos / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*