Alckmin prorroga pela quarta vez contrato com concessionária da linha 18

O Governo de São Paulo prorrogou pela quarta vez o contrato com o Consórcio Vem ABC para construção da Linha 18-Bronze (Tamanduateí-Djalma Dutr). A obra ainda nào saiu do papel e o problema segue com as desapropriações, que são de responsabilidade do governo estadual.

 

O contrato com a concessionária, via PPP, foi assinado em 2014 onde previa-se que o Governo faria as desapropriações e a iniciativa privada construiria e operaria a linha de monotrilho.

 

Alckmin queria assinar um contrato de US$ 182,7 milhões com o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), mas, segundo o governo federal, não apresentou laudos de capacidade financeira para arcar com as parcelas. Sem o aval da Cofiex (Comissão de Financiamento Externo), vinculada ao Ministério do Planejamento, o negócio foi vetado.

 

A Secretaria de Transportes Metropolitanos de São Paulo informou ao Diário do Grande ABC que descartou as discussões que travava com o Banco do Brasil para pegar empréstimo nacional e iniciar as desapropriações.

 

“As taxas apresentadas pelo Banco do Brasil não se mostraram favoráveis ao governo do Estado de São Paulo para o financiamento em questão”, disse a Pasta. “Encontra-se em consulta pública no Ministério da Fazenda a nova metodologia de cálculo de rating (nota de crédito) do Estado. Com uma nota melhor, o governo do Estado de São Paulo poderá dar andamento à Linha 18-Bronze, captando recursos para as desapropriações.”

 

Por nota, ao jornal, Por nota, o Consórcio Vem ABC, formado pelas empresas Primav, Cowan, Encalso e Benito Roggio, refutou realizar as desapropriações e depois pedir ressarcimento ao governo estadual. “Essa é uma atribuição do Estado, de acordo com o contrato de concessão patrocinada. As ações necessárias à prorrogação contratual estão sendo mutuamente tomadas.”

 

“Viabilizado o recurso para as desapropriações e emitida a declaração de início do prazo de vigência da concessão, o parceiro privado, incumbido de implantar e operar a Linha 18-Bronze, terá até um ano para conclusão dos projetos executivos de engenharia, até três anos para execução das obras e 21 anos para exploração comercial”, reforçou o governo do Estado. Não há previsão de entrega da linha visto que não há prazo para início da obra.

 

Fonte: Diário Grande ABC


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

34 Comentários deste post

  1. Votam no PSDB, aguentem a bucha kkkkkkkkkkkk

    Marcelo / Responder
  2. Aguardando as desculpas esfarrapadas do Felix, Ivo e cia

    Gapre / Responder
    • “É a crise”
      “Culpa do PT”
      “Imagine viver com apenas 8% do seu salário.. Pois é isso que SP recebe da União…”
      “E olha que o PT mal entregou a transposição do Rio São Francisco…”

      O.Juliano / (em resposta a Gapre) Responder
    • O grande concurso continua.
      Poste, aqui, um print onde o Gapre critica algum governo ou ação do PT.

      Ivo / (em resposta a Gapre) Responder
      • Aaaaaaaaaaaaaaaahhhh, demorou pra aparecer o tukano… psdb, esse é o melhor partido pra SP votar, Ivo??? huahauahuahaua

        Gapre / (em resposta a Ivo) Responder
      • Contra fatos, não há argumentos kkkkkkkk

        Marcelo / (em resposta a Ivo) Responder
        • Pois é, ele não tem por onde defender o PSDB, então tenta desviar atacando o PT. Conheço o script

          Gapre / (em resposta a Marcelo) Responder
          • Não, espero sinceramente ter alguém em quem votar.
            Mas, se eu critico o PT, sou tucano, se critico o PSDB, sou petista.
            Difícil essa dicotomi de vocês, viu…..

            Ivo / (em resposta a Gapre)
          • Ivo, a dicotomia não tá em vc, que logo pensa no PT ao ler críticas contra o PSDB? Sempre tem vários candidatos pra votar, mas vc é desses que é a favor de quem tá mais forte nas pesquisas e, de preferência, que seja o PSDB, né?

            Gapre / (em resposta a Gapre)
  3. APOSTO que ano que vem esse troço sai para “só falta assinar” haha

    O.Juliano / Responder
  4. boa dia galera ( falando sério quantas desculpas esfarrapadas eu já houvi ,são tantas coisas boas pra fazer ,em prol do povo , mais eu não aguento mais , o povo do abc ficou mais triste , eo geraldo sempre prometendo eo povo todo absorvendo as mentiras do nosso governador andam em alta vamos esperar 2018 o povo vai lembrar disso quem vai perder e ele mesmo.

    ailton gomes da silva / Responder
  5. Antes de por em prática as obras de um novo projeto, o mais sensato é tocar o que está sendo construido.O arrecadação em momento de estagnação do país não permite novos empreendimento, se os criticos não coseguem entender isso, é uma pena.O Governo Federal está tocando 2500 obras até o valor de 500 milhões que estavam paradas fo governo anterior, no Brasil havia 10.000 obras paradas.É um legado pesado para o futuro.

    Felix / Responder
    • ue agora inverteu o discurso quando abriram trocentoa projetos e o governo batia no peito falando que era a maior quantidade de projetos sendo tocadas paralelamente e bla bla… e foram criticadas na época inclusive pelo pessoal daqui que não seria uma boa, e as ovelhas psdbistas diziam amém. também deixará um legado, a maior quantidade de obras paradas ou atraídas da história.

      Alexandre i / (em resposta a Felix) Responder
      • Acredito que vc está equivocado.Estão segurando esses projetos exatamente para que não fique obras paradas para outro governante.

        Felix / (em resposta a Alexandre i) Responder
        • na época que soltou o monotrilho ouro, linha laranja, expansão da lilás e amarela, trem que leva ao aeroporto,… aqui mesmo disseram pra terminar o que estava em andamento pra não ficarmos na situação advinha qual… exatamente a que estamos vivenciando, obras paradas ali e aqui, algumas fingingindo que tem gente outras com as estruturas apodrecendo, se tivessem terminado o que começou nao estaria essa nhaca de canteiros sem fim e sem previsões de término, entregas incompletas sem as integrações mais importantes.

          Alexandre i / (em resposta a Felix) Responder
          • Como não tem previsões de término, vc não está acompanhando, veja no blog do MetroCPTM que vc vê as datas de entrega.

            Felix / (em resposta a Alexandre i)
          • sem cumprimento dos prazos dados após 3 a 4 adiamento por obras não é prazo é festa do caqui.

            Alexandre i / (em resposta a Alexandre i)
          • Perde tempo não, Alexandre i, não vale a pena

            Gapre / (em resposta a Alexandre i)
  6. eu sou super contra esse monotrilho da linha 18, seria muito mais economico um ramal da linha 10 correndo pelo canteiro central das avenidas guido aliberti e lauro gomes e subterraneo na faria lima

    haroldo / Responder
    • Eu nem sou contra o monotrilho não, acho que ele tem uma capacidade superior a de um BRT e uma velocidade maior também, acho até que atenderia bem a demanda da região. O problema é essa administração pífia e incompetente desse governo inerte que impera em SP há décadas e é incapaz de concluir decentemente e num prazo adequado uma obra sequer.

      Gapre / (em resposta a haroldo) Responder
      • Gapre, tbm não sou contra o monotrilho como opção de modal não, porém, concordo com o Haroldo com relação a esse monotrilho da linha 18, acredito que um BRT atenderia bem, teria um custo muito inferior, prazo menor e a população poderia usufruir de forma mais rápida e eficiente. Os projetos de monotrilho se tivessem saído ou pelo menos estivesse em andamento conforme os prazos iniciais pelo menos seriam eficientes, mesmo com custos altíssimos, mas infelizmente não é nossa realidade.

        O.Juliano / (em resposta a Gapre) Responder
        • O problema é que nem o BRT o psdb faria decentemente. Levaram uns 20 anos, desde a época do Fleury, pra concluir em 2010 um corredor tabajara da metra de Diadema até o Morumbi, que por sinal saiu bem caro também, esse então de SBC levariam 40! E duvido que não superfaturariam também. Por isso que eu acho melhor fazer logo o monotrilho, sabe? Demora por demora e caro por caro, que façam o que for melhor.

          Gapre / (em resposta a O.Juliano) Responder
          • Entendo seu ponto, Gapre. Sei que temos esses problemas governamentais, seja SP, Brasil, o mundo… Mas pensando apenas na eficiência da coisa, acredito que seria isso que o Haroldo falou. Pensando na prática, é o que você está dizendo. Infelizmente no Brasil acabamos assim, todo mundo sabe o que seria melhor, mas pouquíssimos políticos realmente fazem isso, então pensamos “é melhor demorar e ter alguma coisa do que nunca ter nada” mesmo sabendo que o certo seria “é melhor ter algo de bom e eficiente no prazo e valores corretos” Infelizmente..

            O.Juliano / (em resposta a Gapre)
        • eu estou sugerindo um ramal da linha 10, operada pela cptm e totalmente segregada do tráfico de carros

          haroldo / (em resposta a O.Juliano) Responder
    • Monotrilho até que dá para engolir se ele tiver umas 12 composiçoes e for pro bras ou para Pedro II, mas o ideal é um ramal dá linha 10 mesmo

      Fabiano / (em resposta a haroldo) Responder
    • Olá Haroldo, queria comentar uma coisa. Embaixo da avenida Faria Lima, em São bernardo, corre um rio chamado Ribeirão dos Meninos por toda a extensão da avenida e exatamente embaixo da pista exclusiva dos trólebus. Construir algo subterrâneo em São bernardo é inviável. Em épocas de chuva o centro vira um enorme rio e isso já ha muitos anos.
      Aliás, já fiquei sabendo que compradores dos apartamentos dos prédios recém-construídos nas áreas do futuro monotrilho (com a especulação imobiliária altíssima de morar ao lado do metrô) já pedem na justiça a troca de modal, pelo metrô subterrâneo. Não querem um trem passando em suas lindas sacadas e suas janelas. Mal sabem os desenformados que passa um rio embaixo das avenidas…..

      Rafael de Souza / (em resposta a haroldo) Responder
      • Nossa Rafael, igualzinho no caso do Monotrilho da Vila Prudente, já que embaixo da Avenida Anhaia Melo passa o córrego da Moóca.
        Enquanto nossos “planejadores” continuarem a fazer suas obras tomando por base um printscreen do GoogleMaps, depois dando um copiar-colar no Powerpoint e pintando por cima onde deve passar a nova linha, não tem jeito não.

  7. Quem Está em São Caetano do Sul, Santo André e São Bernardo do Campo Diz: Queremos a Linha 18 Bronze do Metrô Com Operação em Monotrilho Já!!!

    Michell / Responder
  8. Enquanto as pessoas neste site ficarem discutindo se o partido “A” (leia-se PT) ou partido “B” (leia-se PSDB) são os culpados por não entregar as obras tão importantes para a população como qualquer assunto que é de total responsabilidade do Estado (leia-se municipal, estadual e federal), o Brasil não irá pra frente.
    Discussões ridículas e sem sentido já não deveria ser aceito neste momento, mas como alimentamos o nosso ego esses discursos são aceitos e ovacionados.
    Se a responsabilidade das obras é do Estado, é de total responsabilidade da população (leia-se eu, você e todos nós) fiscalizar e acompanhar, e isso é independente do partido em que vocês votaram.
    Largam desse discurso hipócrita!!!

    Renato / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*