Doria fala sobre gratuidades no transporte e Uber em entrevista

O prefeito de São Paulo, João Doria, concedeu entrevista ao jornal O Estado que foi veiculada neste sábado, 8. Diversos temas foram debatidos como sucessão presidencial, panorama dos 100 dias de mandato dentre outros.

 

Na área de mobilidade urbana, o prefeito foi questionado sobre os corredores de ônibus prometidos em campanha que não aparecem no programa de metas. Doria confirmou que eles serão feitos.

 

Sobre as gratuidados no sistema de transportes, Doria disse que isso será revisto pois para ele há um “certo exagero”. “Neste ano, não, revisar para o ano que vem, sim. Há excessos. Não se pode imaginar um estudante ter oito bilhetes gratuitos num final de semana. Eu entendo que a tarifa subsidiada deva ser para quem vai estudar, para quem vai trabalhar. Agora, oito convenhamos não é exatamente algo razoável, mas é o que existe” (segundo portaria que regula esse benefício, o estudante tem o limite de até oito embarques por dia letivo, que pode ser ou não fim de semana).

 

Com relação ao projeto aprovado na Câmara sobre o Uber e outros aplicativos,  o prefeito disse nada muda na cidade. “Hoje não há razão para isso. As empresas estão pagando as taxas cobradas pelo Município. Além disso, vale lembrar que os motoristas de cada aplicativo mantêm suas famílias hoje com esse serviço”.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

5 Comentários deste post

  1. Entre falar e fazer, existe um abismo enorme….

    Por isso só acredito vendo!

    Renato / Responder
  2. Está no caminho certo.

    Felix / Responder
  3. eu gostaria do melhor pra cidade, mas, passa mandato e entra, e nada de um misero corredor bom, apenas esses “Corredores”, que ficam na esquerda da via, isso quando saem, mal feitos, e olhe lá,

    jildinei / Responder
  4. Dá pra ver a prioridade que o transporte público terá olhando ali pra 9 de julho…

    Mario Felipe Rinaldi / Responder
  5. Triste ler comentários exagerados do prefeito como “Não se pode imaginar um estudante ter oito bilhetes gratuitos num final de semana.”

    Todos sabemos que as gratuidades:
    – Ajudam muita gente de baixa renda SIM;
    – Tem muita gente que não deveria tê-las mas que, por um ato corrupto, as utilizam onerando ainda mais sistema;
    – Uma boa revisão é necessária porém, com uma visão HUMANISTA e não empresarial.

    O.Juliano / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*