Avelleda diz que intervenção na ciclovia da Consolação ainda está em estudo

O secretário municipal dos transportes e mobilidade urbana, Sergio Avelleda, afirmou que ainda está em estudo o que será feito na ciclovia da Rua da Consolação. Uma possível retirada foi cogitada.

 

“A ciclovia da Consolação está em estudo para melhorar a segurança do ciclista”, afirmou Avelleda durante evento nesta segunda-feira (24).

 

O secretário crê que a ciclovia é insegura pois faz com que os ciclistas ganhem velocidade na descida e há muitas entradas de prédios no caminho.

“Não acho segura [ciclovia da Consolação]. Já tive três situações ali. Você desce numa velocidade mais alta, com uma série de cruzamentos à direita, com os carros também numa velocidade mais elevada. Há um conflito entre carros e bicicleta”, disse.

“Se pudermos encontrar uma via com trânsito calmo, com velocidade mais baixa, sem dúvida é melhor para o ciclista”, disse.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

26 Comentários deste post

  1. Coloca na Augusta então , mas duvido MUITO que isso aconteça

    Rafael / Responder
    • Na Augusta é impossível, sobe e desce ônibus, o que iria ser muito mais arriscado para o ciclista. Fora o movimento da Augusta às noites.

      Acho que o mais correto seria tentar educar mais os motoristas e os ciclistas, por exemplo:
      – Colocar alguns “fiscais” onde acontecem esses problemas de conversão à direita de carros para fazer uma espécie de sinalização segura informando que naquele ponto deve-se olhar para a direita e reduzir a velocidade para não por as vidas de ciclistas em risco.
      – Esses fiscais também serviriam para orientar os ciclistas a não impor grande velocidade na ciclovia, pois isso pode ser perigoso caso ele precise frear bruscamente.

      São ideias que eu imaginei agora.

      O.Juliano / (em resposta a Rafael) Responder
      • Cara, se quer alguém mais preguiçoso é fiscal de trânsito. Os caras só atuam hoje porque já deixam “tudo prontinho” no papel. Ou usam aparelhos (coletores de dados) para isso. Fora o medo que eles tem da população chegar e bater neles (infelizmente uma ocorrência comum. :\ )

        Senão o trânsito paulista seria bem melhor.

        Anonimato / (em resposta a O.Juliano) Responder
    • Ah! Essas ideias seriam uma forma temporária de educar, mas poderiam ir para outros pontos da cidade onde há o mesmo problema depois, em seu lugar algumas placas indicativas.

      A educação, claro, imaginando que os motoristas e ciclistas respeitariam os ensinamentos depois na ausência dos fiscais.

      O.Juliano / (em resposta a Rafael) Responder
  2. Como usuário frequente da ciclovia da Consolação, DISCORDO completamente da afirmação do secretário. A começar: NÃO houve nenhum registro de acidentes em quase 2 anos depois que inaugurou. Logo, se fosse perigosa, teria havido muitos acidentes, a exemplo da MOTOFAIXA que havia antes na vergueiro. Ela foi desativada exatamente pq houve muitos acidentes com motociclistas que abusaram da velocidade….

    Não consultou quem usa, ou seja OS CICLISTAS. E a ordem veio do Doriana….a elitizada carrocrata deve ter chiado e ele com sua mente carrocrata e mentalidade terceiro mundista, quer simplesmente desativar.

    Se é “perigosa”, então pq não alarga, aumenta a sinalização, reduz a velocidade da via?
    Tirar é mais facil né

    E ainda quer colocar uma ciclorrota, que é uma via COMPATILHADA? Como é que iniciantes vão andar sem a proteção, com onibus e carros dando finas e pressionando atrás? Isso é colocar a bicicleta em segundo plano e o carro em primeiro, simples assim.

    só quem usa a bike como meio de transporte conhece bem a realidade. Quem não usa, não sabe de nada.

    Renato / Responder
  3. Mas acho que captei o estudo que o secretário diz que a prefeitura está fazendo: joga na internet a bomba e depois avaliamos se gera muita repercussão negativa ou não.

    Se ninguém falar muito, ok, bora trabalhar #joaotrabalhador

    Se gerar polêmica, aí cancela! Depois pensamos em outra coisa.

    O.Juliano / Responder
  4. Acho que deve ser retirada, tenho acompanhado em câmeras da Consolação , além de perigosa é sub utilizada.

    Felix / Responder
    • Quantas horas por dia tem acompanhado?

      Se puder nos fornecer os dados que vc tem coletado no acompanhamento para seu argumento de que é “subutilizada”, seria importante.

      O.Juliano / (em resposta a Felix) Responder
      • Juliano, esse Felix não tem nada. Ele preferiu replicar a minha postagem para falar mais besteiras do que te apresentar os dados que comprovem o achismo dele.

        Pena que aqui não tem um botão de block como no face.

        Renato / (em resposta a O.Juliano) Responder
      • É sempre essa mesma medição feita por um feeling de alguns segundos que definem um período de anos. assim como várias experiências top que teve que foram quase todas contestada como por exemplo as maravilhosas e inovadoras portas do gesp no metrô que são as melhores que dos sistemas de metro de Paris que não tem segundo a vasta experiência e pesquisa seria feita pelo felix.

        Alexandre i / (em resposta a O.Juliano) Responder
        • Não sugeri, só falei que o Renato teve passagem por lá (e foi banido pelas mesmas coisas que ele faz aqui).

          A propósito, há muitos membros do site e comentários que participaram de outras comunidades e sites sobre transporte. Só que aqui ficou um nicho…

          Anonimato / (em resposta a Alexandre i) Responder
    • Você NÃO ACHA NADA, PQ NÃO É CICLISTA E NÃO USA.. CALADO FICA MELHOR !!!

      Mete o loko nã

      Renato / (em resposta a Felix) Responder
      • Renato, menos. O cara só está dando a opinião dele. Ela tem tanto embasamento númerico quanto a sua.
        Comentários assim transformam isso aqui em G1, e acho que não é essa a ideia.

        Francis / (em resposta a Renato) Responder
        • Só para o Renato, tenho só três bicicletas ,duas delas adquirida no Bike Tur, muita calma nesse momento que vc não é dono da verdade.

          Felix / (em resposta a Francis) Responder
          • Nem você que é contra tudo que vai contra o carro, contra teu partidinho tão bandido qto o PT e por ai vai…

            Vai usar a bike como meio de transporte por alguns meses nos horários de pico e vamos ver qto tempo tu vai manter sua opinião…..

            Você não tem conhecimento de causa, ter bicicleta não quer dizer nada. Ter é diferente de usar como meio de deslocamento e é claro que você é apenas ciclista de LAZER.

            Renato / (em resposta a Felix)
        • Animos exaltados a parte, eu concordo com o Renato. Quem não usa, não conhece a realidade e por isso não tem noção do que um ciclista vivencia diariamente.

          Quem usa conhece melhor do que ninguém. Então não fale o que não sabe. Saia da bolha vocês 2.

          Marcelo / (em resposta a Francis) Responder
          • Não omiti nenhuma opinião sobre a ciclovia. Tanto que, para ser sincero, não sei nem andar de bicicleta kkkkkkk. Então acho injusto dar minha opinião, ou vc falar que eu estou em uma bolha. Só achei que, assim como os comentários do Félix aqui são sempre bem enviesados, por vezes o Renato é extremamente desrespeitoso em suas respostas.
            Minha crítica foi que nenhum dos dois tem os dados da ciclovia, e mesmo assim um considera a sua opinião superior a do outro, em alguns momentos sendo ambos desrespeitosos.
            (E antes que venha alguma outra crítica injusta, também não sei dirigir kkkkkkk, e POR OPÇÃO…)

            Francis / (em resposta a Marcelo)
          • Acho que se andar de bicicleta dá todo esse conhecimento, prefiro esperar a decisão de quem anda, o Secretário Avelkeda.

            Felix / (em resposta a Marcelo)
        • Aqui já virou “comentários do G1″ faz tempo… principalmente pois já sabemos todas as atitudes padrão:

          – Renato é contra o PSDB, a favor da ciclovia (e motos) e usa absurdamente termos como “carrocrata”. A propósito, o Renato que vocês veem aqui já tem histórico de conflitos em outras comunidades e sites – perguntem ao pessoal (xarope) do Skyscrapercity por exmeplo.

          – Felix é puxa-saco do PSDB puro, ofende quando provocado e vive usando argumentação baseada em “visão positiva do PSDB”.

          – Josh é “gearhead” (=gearhead é um termo perjorativo para) defensor dos automóveis.

          – Gapre é outro anti-PSDB e puxa saco do PT em alguns momentos.

          – Anonimato é um chato assumido que provoca os outros.

          Anonimato / (em resposta a Francis) Responder
          • cara não sugere outros sites não que graças a Deus alguns só usam esse é talvez o g1.

            Alexandre i / (em resposta a Anonimato)
          • Eu sou contra qualquer partido corrupto. E sou contra o PT, PSDB e PMDB por motivos obvios…..

            Renato / (em resposta a Anonimato)
        • Um PS: tão chato quanto toda essa corja dos comentários daqui é o Paulo Gil no Diário do Transporte. Se o cara escreve igual como fala, imagine os bordões…

          Anonimato / (em resposta a Francis) Responder
      • (imagino que durante a digitação deste comentário, o Renato tenha disparado rido disto… – notem o “mete o loko nã”).

        Anonimato / (em resposta a Renato) Responder
  5. Querem deixar a via mais segura para os ciclistas? Pois bem, reduzam a velocidade da faixa mais à direita para 40km/h igual às marginais, pintem orientações no chão na aproximação destes pontos críticos junto com mais placas, enfim. Meios existem, inclusive isso que eu falei deve ser bem mais barato que simplesmente remover a ciclovia.

    Andre / Responder
    • A Consolação era para ter velocidade de 40 km/h. O problema é que mudou a gestão. Kassab tinha começado a implementação das reduções de velocidade, Haddad continuou. Dória que parou e começou a inverter a situação.

      O trecho Paulista – Ipiranga poderia ter uma velocidade de 40 km/h em todo o trecho – inclusive para ônibus. Se bem que noto que geralmente velocidades acima de 40 km/h é só quando não há grande movimentação (geralmente fora de horário de pico e fins de semana).

      Anonimato / (em resposta a Andre) Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*