Viaduto na Av. 9 de Julho é liberada totalmente para carros

O Viaduto Doutor Plínio de Queiroz, na Av. 9 de Julho, no Centro de São Paulo, a partir de hoje, 31, está liberada para carros em qualquer horário, independente do número de passageiros. Em 2015, a gestão Haddad fez com que o viaduto fosse usado somente para ônibus e o veículos deviam por baixo, pela praça 14 BIs.

No primeiro mês da gestão Doria, em janeiro, a CET alterou circulação de veículos no viaduto, permitindo que carros com 1 ou mais passageiros pudessem usá-lo. A justificativa, na época, era que a via estava sendo subutilizada e os entornos ficavam congestionados.

Com a medida que passa valer a partir de hoje, em nota, a CET declarou que a decisão de abrir para todos os carros foi tomada com base em análises de campo que mostram que o viaduto continuava ocioso na maior parte do dia, enquanto o entorno ainda era prejudicado.

Segundo a empresa, a velocidade média dos ônibus na via com carros compartilhados se manteve em 26 km/h no pico da manhã e 23 km/h no pico da tarde. Com a mudança, o tráfego para carros será liberado, enquanto os ônibus só poderão circular na faixa exclusiva à direita.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

11 Comentários deste post

  1. Baita bola fora, a prefeitura está priorizando o individualismo do que o coletivo, por mais que fique ocioso, a velocidade de trafego dos ônibus são muito maiores, e agora com a liberação aumenta o perigo, afinal ônibus maiores estarão realizando a conversão de faixa no meio do viaduto, causando um transito maior e prejudicando a maior parte da população.

    Nicolas Ferreira / Responder
  2. Decisão ridícula e política. Vamos voltar a ter os congestionamentos em cima do viaduto com os ônibus e carros mudando de faixa sem necessidade.

    Alex / Responder
  3. Depois de N estudos, os técnicos tomaram a medida acertiva.

    Felix / Responder
    • N estudos …. técnicos …. trânsito em X … histórico … outros viadutos … politicagem …

      Jose Rocha / (em resposta a Felix) Responder
    • Sendo que: N=1

      O.Juliano / (em resposta a Felix) Responder
    • Prejudicando a maioria que se desloca de onibus em favor de uma minoria que usa carro e que ocupa 80% do espaço publico..

      TOMARA QUE O TRANSITO CONTINUE PIORANDO…E MUITO, para aprender!

      Renato / (em resposta a Felix) Responder
  4. N=nenhum

    rafael oliveira / Responder
  5. Que piada, fazendo igual o picolé de chuchu, e o povo trouxa aplaude andando de trem e metro lotado igual animal, merecem.

    Rodrigo Santos / Responder
  6. eu sou contra a liberação, eu sou mais é demolir esse viaduto horroroso…hahahahahahahaha

    haroldo / Responder
    • Se for analisar bem, viadutos em áreas com muito fluxo de pessoas e áreas residenciais são um câncer urbanístico. Servem para aumentar a poluição que acabam estragando fachadas de imóveis, se tornam espaço para descarte de lixo, servem de abrigo para moradores de rua e viram pontos de furto e roubo pelo abandono e falta de iluminação.

      Alex / (em resposta a haroldo) Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*